O País dos Doutores

Trabalho numa Direcção Jurídica, mas não sou formado em direito. Sou noutra coisa que não interessa agora. Vim tratar duma área relacionada com fraude, que por razões estratégicas, está aqui alocada.

Acontece tratarem-me por Dr., ao que eu respondo que não sou advogado, sou licenciado noutra coisa e que não é necessário tratarem-me dessa forma. Até aqui tudo bem.

Eis que recebo um e-mail para tratamento de honorários (ficasse eu com eles) que começa da seguinte forma:
- Exmo. Sr. Dr. Zé Padeiro - Distinto Advogado

Malta, DISTINTO ADVOGADO!
O meu trabalho é reconhecido! As pessoas do meio já falam de mim! Sou respeitado na praça!
Sou tão bom, bonito e atraente, que para além de quererem fazer de mim advogado, já me consideram um dos Distintos. Priceless...

Eu, doutor-distinto-advogado?!

6 comentários:

  1. És distinto na advocacia e em muito mais :)

    ResponderEliminar
  2. ah,ah, ah!!
    distinto advogado :)
    Realmente, só te faltava mesmo essa.

    ResponderEliminar
  3. Marilyn e Aline Brito Paiva,

    Vocês falam como se conhecessem.
    Se quiserem, tratem-me por Distinto.

    ResponderEliminar
  4. Acho que devias assumir a designação como um elevado elogio. Os Advogados são, sem dúvida, os melhores do mundo ;)

    ResponderEliminar
  5. Ana,

    Não sei quem és, mas parece-me que a questão coloca-se ao contrário: verem o meu nome associado à classe dos advogados, é sem dúvida um elevado elogio.

    ResponderEliminar
  6. Elogio ser associado a um advogado!? Não me parece...ainda se fosse ENGENHEIRO...isso sim, era de HOMEM...agora advogado é obviamente para meninos...Ah espera, afinal faz sentido...

    ResponderEliminar