Falou e disse #2

Depois desta época de paz, amor e alegria, que ainda dura, convém não amolecer muito com porno-chachada e voltar a um tema polémico: a crise.

Através da vasta rede de contactos que alimenta o Simão Escuta (recebi dois e-mails devido a problemas no blogue e...publicidade), descobri um vídeo dum britânico que disse tudo. Até acho que vou trocar o título do blogue para "Falou e disse #2". É isso, com licença.

O político que diz o que (muitos) pensamos. Era este o título. E realmente parece-me que este senhor , em dois minutos, diz, em local próprio, o que muitos de nós pensamos. Confesso, sou leigo em política. Sei que o Marques Mendes jogava a defesa central, o Santana Lopes ia sempre para o banco porque chegava atrasado aos treinos e ainda meio "tocado", e finalmente o Passos Coelho, o nº 10, organizador de jogo com algumas limitações técnico-tácticas. Mas do alto do meu aparente afastamento político, para além de achar que a Odete Santos tem umas pernas incríveis, também acho que este tipo do vídeo teve muita coragem. Teve-os no sítio.

Fica aqui para o caro leitor aferir:


E claro, não esquecer a importante votação ainda a decorrer ali à direita.

12 comentários:

  1. Na mesma onda: http://youtu.be/dLf0wfMFOaw

    ResponderEliminar
  2. Fantástico Elsa. É exactamente a mesma onda. E é um orgulho ver que ainda há quem diga estas coisas.

    ResponderEliminar
  3. Não sei se repararam que qualquer dos protagonistas dos dois vídeos apresentados, o do POC e o da Elsa, provêm do mesmo reino, aquele que nos idos de (mil e) seiscentos o Povo se levantou e obrigou o Rei a aceitar um Parlamento, e uma "Magna Carta Libertatum", que para o mal e para o bem, tem efectivo Poder e tradição de Democracia descomprometida!!!

    ResponderEliminar
  4. Mas o que é isto?

    Então escrevo qualquer laracha sobre parlamentos e democracia e fico á espera de aprovação?

    Voltamos ao tempo do lápis azul?

    Se isto continua assim, então ... "vai-te lixar"!

    ResponderEliminar
  5. Coronel,

    Pega nas armas, junta os teus amigos, compra uns malmequeres (a cena dos cravos já está gasta) e mete a República das Bananas no sítio. Neste caso poderá até ser através da venda da ilha da Madeira até à China. O reboque pode ser feito pelos submarinos e nem gastamos muito em deslocação. Depois de abatida a dívida, entram no Parlamento e colocam ordem na coisa.

    ResponderEliminar
  6. Coronel,

    Lá porque andaste na tropa com as amigas, não penses que isto aqui é assim. A democracia tem as fundações bem assentes neste tasco. E portanto, quem manda sou eu.

    ResponderEliminar
  7. Vê lá se instauro o "recolher obrigatório" ...

    ResponderEliminar
  8. Coronel, vê lá te se instauro o "lápis azul"...

    ResponderEliminar
  9. Só mesmo aqui a tua "chafarica" para me fazer rir, numa manhã onde num escritório de 30 pessoas estão apenas a bulir 7, o que me dá ainda mais vontade de voltar para o meu vale de lençois...detesto este ritmo que nem é carne nem é peixe, que é como quem diz, a meio gás! Raios parta a tua musa inspiradora Miss Vieira Pinto, que não faz com que me saia o Euromilhões...

    ResponderEliminar
  10. Candy girl, conheço um médico. Gostar de vir aqui à chafarica é o primeiro sinal de demência. Acho que te vou dar um wildcard para vires cá sempre :)

    E a Miss Vieira Pinto não é uma musa inspiradora. Tem mamas, é loira e aparece na tv. Serve para o propósito. Não é das piores, isso não é. Aliás, acabaste de me dar uma ideia para um novo inquérito/post...

    ResponderEliminar
  11. Há muitos portugueses por aí a contradizerem-se porque concordam com este vídeo e no entanto dizem que a Madeira deve ser independente porque não querem dar mais dinheiro a "chulos". Não é exactamente a mesma coisa? A culpa é do comum cidadão madeirense? ou é do taberneiro que lá esta à 30 anos?

    ResponderEliminar
  12. Zeca, o taberneiro, que por coincidência ou não vem do mesmo local que o Azeiteiro, é um pulha. E os pulhas deviam pagar pelo que fazem.
    Gastam o que não têm. E assim, estão a gastar o dos outros.

    Mas comigo política é como discutir se o Jesus devia ou não cortar o cabelo: tenho dúvidas, acho que ele tem um cabelo espectacular que pode ser bem aproveitado.

    ResponderEliminar