Cera que ganha, não se mexe

Algum de vós, meus pategos, já utilizou gel no cabelo? Nolito, não estou a falar contigo. Já? Pois. E cera?

Os factos reportam-se há poucos dias. 
Mas para vos enquadrar, nos últimos anos optei por um visual diferente. Por dois motivos:
- tenho um pólo da Lacoste e, com cabelo grande, poderia ser confundido com um adepto do Sporting;
- apetecia-me mudar radicalmente para começar a espalhar magia.

A primeira premissa consegui resolver. A segunda parcialmente. Percebi que só tendo aulas com o Luís de Matos ou o David Copperfield é que me safava nesse tema mágico.
Posto isto, andei durante algum tempo, de cabelo rapado. Máquina 3, 2, 1, 0.5 e desenhos lamentáveis em alturas de forró, foram uma constante.


Ora o que cresce, acaba por mirrar. E desta vez resolvi, depois de alguns meses do cabelo ir crescendo, fazer um corte. Disse: é para cortar um bocado e pode fazer o que quiser.
Depois dumas tesouradas e de me esfarriparem o cabelo (ou qualquer outro termo feminino para quando se corta para dar aquele jeito meio despenteado e não muito certinho), até fiquei agradado. Não estava totalmente betinho, dava para trabalhar e para andar mais à vontade ao fim-de-semana.

Eis que aconteceu o inevitável nestas situações: 
- "ah, mas deixe-me penteá-lo assim e assado que já percebi que vai ficar mais ao encontro do que deseja."
- "era o que faltava, eu não uso gel."
- "mas eu ponho-lhe cera, o seu cabelo só lá vai assim...e prometo que não se vai notar que o tem."
- "OK, mas se ficar minimamente parecido com o C'stiano, parto isto tudo."

E pronto. Ficou "sim senhor". Gostei. Não se via nada no cabelo e estava nice, simples, uns farripos para aqui, outros para ali.
Perguntei que tipo de cera teria de usar, disseram-me que era "mate". Como não queria ser enganado com produtos da especialidade, fui ao Continente e pedi ajuda a uma senhora. Precisava do meu mate.
Trouxe para casa o que mais se aproximava disso. Dia seguinte, a prova.
Duche, cera...mau resultado. Notava-se um bocado, não conseguia despentear como queria, não segurava tão bem...um fiasco. E eu pensei "epá, és mesmo uma nódoa, amanhã tentas de novo". E assim fiz.
Veio o amanhã e...exactamente a mesma coisa.
Desisti!

Moral da história em dois actos:
1 - para acertar na cera certa, é preciso um truque de magia;
2 - em breve lá vou eu usar a minha máquina de ter por casa.

24 comentários:

  1. Aí é que te enganas. Já uso cera há cerca de 5 anos, e é das melhores coisas que inventaram, não dá aquele ar azeiteiro do gel.

    Todavia, cera não se compra no Continente. Vais a um cabeleireiro tipo Redken ou Jean Louis David e tens lá cera mate, da boa. A do supermercado parece a banha de porco que sobrou do talho.

    Além do mais, convém colocá-la com o cabelo seco. Após aplicá-la, mexe um bocado no cabelo para parecer mesmo que não tens lá nada. Et voilá.

    ResponderEliminar
  2. @Dexter, vou testar, fizeste renascer a minha esperança de poder ter um estilo diferente de betinho ou simplesmente rapado. Sendo que gosto de ambos, em alturas diferentes.

    Mas quem me cortou disse para aplicar com o cabelo ainda molhado, ou húmido! C'oa breca...

    ResponderEliminar
  3. Húmido pode ser, mas quase seco. Se for com o cabelo molhado fica meio à azeiteiro.

    Também podes experimentar um pó mate da Osis+. Comprei-o há uns tempos e estou bastante satisfeito.

    ResponderEliminar
  4. @Dexter, valeu, és um poço de serviço público.

    ResponderEliminar
  5. Não sei se está em votação mas eu voto cabelo rapado ;)

    ResponderEliminar
  6. só para reafirmar que não comento...

    ResponderEliminar
  7. @Ana, poderia ser uma boa ideia para um próximo inquérito. Mas isso não resulta bem porque vocês não me conhecem, nem rapado nem comprido. Imagina que eu tenho um cabeça disforme. Se calhar não devo rapar, não é? Bottom line, tinha que estar aí a colocar fotografias armado em modelito. Prefiro levar pontapés nas canelas. Ou então faz-se um inquérito baseado no vazio!

    €Elsa, sinto um tom depreciativo nesse não comentário. Dois homens a falarem de cabelos é tão natural quanto o Sporting ganhar ao Benfica. É raro, mas acontece.

    ResponderEliminar
  8. tom depreciativo, eu? Nunca... fiquei foi sem palavras :)

    ResponderEliminar
  9. Nada disso, vais a um cabeleireiro e pagas uma batelada pela cera.

    L'oréal Studio Indestructible, vende-se em qualquer hipermercado. A embalagem é preta com a tampa em vermelho. Experimenta essa primeiro.

    Se meteres com cabelo molhado ficas com o cabelo a parecer todo oleoso.

    Se quiseres uma cera para fazer rastas, encomendas uma dos States que se chama Beedread, embalagem branca com um Bob Marley desenhado a verde, essa vais à praia e no fim do dia o penteado está igual, tomas banho e ainda dá para te penteares sem acrescentar mais cera. É boa para o Carnaval:-)

    ResponderEliminar
  10. Percebem mais de produtos capilares do que eu. Se isto fosse a votações eu votava em extensões loiras aos caracóis. Juro!

    ResponderEliminar
  11. @Elsa, depreendo então que estejas agradavelmente surpreendida por veres 2 homens a falarem de cabelos. Compreendo, achavas que vocês tinham a exclusividade do tema, mas parece que não.

    @Here Comes The Rain, falta-me testar a que tenho lá, mas com o cabelo completamente seco. Se não resultar. tento as tuas dicas e do Dexter. Gostei dessa do Bob, deve ser delirante..

    @Ca, eu nada sei. Não sei o que é um acondicionador sequer. E só conheço "Cera Mate" porque a minha função era transportar esse nome até ao Continente. Se isto fosse a votação, ias por extensões loiras aos caracóis?! Mas aos meus?! Prefiro não falar aqui dessa minha intimidade...

    ResponderEliminar
  12. E dito isso fecho a matraca! Isto há com cada reviravolta que fico tonta! (ponto para ti)

    ResponderEliminar
  13. @Ca, ehehehe. 1-0 :p Mas fica prometido que, se fizer inquérito sobre o próximo visual, coloco extensões loiras aos caracóis. Ficarei parecido com o...(não me lembro de ninguém, ajuda-me)...Michael Bolton vintage?!

    ResponderEliminar
  14. ahah, por exemplo! Ou um Brian Johnson... ou uma versão ondulada de Kurt Cobain. Who Knows?!(falo apenas do cabelo, não comparo parcenças faciais)!

    ResponderEliminar
  15. @Ca, a nível de parecenças...sou mais um género de Franck Ribery, mas feio.

    ResponderEliminar
  16. Volta ao supermercado e compra cera para depilação...e uma espátula para aplicar. Vais ver que o resultado é fantástico!!! Ass: barbapapa

    ResponderEliminar
  17. Como li o teu diário sobre a viagem, sei que não és. Mas se fosses, eras. Já a parte das extensões deixava-se para outra altura ;)

    ResponderEliminar
  18. @Anónimo barbapapa, regista-te e pega uma mini! Cera de depilação para fazer a barba parece-me excessivo, até porque costumo usar qualquer coisinha. Mas obrigado pela ideia.

    @Ca, Photoshop :)

    ResponderEliminar
  19. @Bcool973, confirmo, mas serve para cortar o excesso de masculinidade de que padeço.

    ResponderEliminar
  20. o encabador de pardais28 de janeiro de 2012 às 10:47

    bela merda de blog

    é só lampionagem maricas...

    é isto que vos entretem enquanto esperam pelo RSI ???

    ResponderEliminar
  21. Cera? Foda-se... no meu tempo era sabão pa ir à jucuteca ao domingo à tarde dançar o equador!

    ResponderEliminar
  22. @o encabador de pardais, se é para ofender, ao menos faz a coisa bem feita, porque aqui todos achamos que o blogue é uma merda.

    @Vitto Vendeta, bom bom era teres uma fotografia com toda essa magia.

    ResponderEliminar