O dérbi visto por dentro e o que de errado existe na sociedade

Alerta: este artigo é sobre quem nos rodeia, sobre a sociedade. O futebol foi só o veículo utilizado.

Evito escrever aqui sobre futebol. Acho que já existem vários espaços próprios para o efeito. Mas, e porque a época terminou ontem, serve o presente para fazer o meu balanço do dérbi. 

Neste parágrafo vou apenas dizer que, apesar do apitador estar encomendado (não pelo Sporting), quem joga o que o Benfica anda a jogar, não merece ganhar nem falar de arbitragens. É verdade que todos têm dias menos bons e às vezes até se ganha jogando mal, mas já chega. Sobre Vieira e Jesus já falei anteriormente e...ontem, era tarde.

Deixo-vos a minha visão do jogo, de quem vai cedo para a Luz e ruma, em cortejo, até ao estádio do rival.

São momentos únicos. A maioria de prazer. A maioria bons. Pelo meio petardos (alguém que me explique qual é a graça e o motivo de festa fazer algo rebentar com estrondo) e alguns que se acham acima da lei. Enfim, a malta fecha os olhos, vai para se divertir e porque é realmente bonito ver uma massa enorme de gente a puxar para o mesmo lado.

Aqui podem ver como se vive uma parte do momento.


Mas não vos escrevo pela parte boa. Escrevo pela outra. Mas já lá vamos.

Após o apito final, os sportinguistas festejaram a conquista da sua primeira Liga dos Campeões. Foi uma festa enorme, como há muito não via. Festa bonita. Ah, mas afinal só ganharam um jogo num campeonato que para eles só resta saber se ficam em 4º ou 5º? OK. Ia jurar que era a final da Liga dos Campeões. Pronto, adiante. Acho que ser do Sporting é um bocado isto. Só espero que o meu clube não vá pelo mesmo caminho (porque está a ir).

E após o apito final, os adeptos do Benfica deram uma prova do seu valor, depois de verem ali a sua época terminar. Aos cânticos de insulto, respondemos com o nosso hino, com apoio. O costume, um apoio monumental e 15-0 nas bancadas. Orgulho. Bonito.

Dizia eu, que após o jogo ter terminado e todo o estádio estar vazio excepto na nossa parte, um pequeno grupo de adeptos pegou fogo à bancada, uma amostra de fogo, mas fogo. Depressa me insurgi, gritei, insultei. Exclamei que o Benfica não é isto. Que era uma vergonha fazer-se isto. Mais gente se juntou a mim, houve clima de tensão, gritos de "vocês são uma vergonha" e a coisa acalmou. Os bombeiros já estavam lá perto, ficou tudo resolvido.
Sabem o que sucedeu? Fui insultado por 3 indivíduos. Em jeito de ameaça física. Porque estava contra a selvajaria. E porque "se calhar preferias que fossem pegar fogo ao nosso estádio".
E nestes momentos sinto vergonha. É o problema de não ser o Clube a escolher os adeptos, mas sim os adeptos a escolher o Clube.

Pelo meio, gritei algumas coisas (sim, sou completamente descompensado quando estou no estádio) e fui aplaudido. Nunca me tinha acontecido tal coisa.
Antes de deixarmos o estádio, vem um rapaz ter comigo e diz "estivemos a ouvir-te, és um grande benfiquista, parabéns". Agradeci, estendi a mão e toma lá um bacalhau. Ele insistiu e eu fiquei meio sem graça, mas respondi "bom, se achas isso tudo até te digo, vai ao Simão Escuta que...". E sou interrompido: "Ah tu és o Simão Escuta? Já lá fui!". E eu sorri. Sensação estranha.

Lá fora, seguimos caminho por Telheiras, como é hábito.
A certa altura podia ter acontecido algo mais grave. Sem sabermos o porquê, centenas e centenas (talvez mais) de adeptos que seguiam em bloco, voltaram-se para trás e começaram a correr, literalmente a fugir de qualquer coisa. O que gerou isto? Pessoas, umas contra as outras, em pânico, descontroladas. Algumas caíram, poucas felizmente. Senão seria um atropelo monumental. Foram poucos os que precisaram de ajuda.
Trouxe para casa uma marca no braço esquerdo, que nem sei descrever donde veio: se de alguém que veio contra mim, se de algum poste onde tenha batido no meio da confusão. Foi tudo muito, muito rápido.

Haviam mulheres e crianças. Apesar do número residual, algumas choraram, outras nem queriam continuar.

EDIÇÃO: o Pedro, do Mágico SLB, descobriu o vídeo que mostra o que sucedeu ontem. Basta verem os primeiros segundos (que acabam por se repetir mais à frente, nalgumas "réplicas" do sucedido).


E o futebol é isto. Só que o futebol não é isto.

37 comentários:

  1. Podia aqui escrever muita coisa, mas já disseste tudo. Pena que, para a maioria, o futebol seja isto. E tu é que estás de parabéns. (got it?)

    ResponderEliminar
  2. Grande POC...

    A ideia que tenho é que há sempre 2 ou 3 energumes que envergonham o Benfica. Mas tenho a convicção que está melhor, dantes eram 6 ou 7!!!

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Não compreendo sinceramente como é que há pessoas que conseguem levar as coisas a esses extremos, em vez de irem ao futebol para se divertirem vão para espalhar a "raiva" e o "ódio" pelo clube adversário, não compreendo que tipo de satisfação podem tirar disso.

    ResponderEliminar
  4. Sobre a festa...deves estar esquecido da festança que houve, por causa de um jogo com um tal de Sabry ( ou coisa que o valha ) ;-)

    ResponderEliminar
  5. A propósito dos festejos leoninos, eu até percebo aqui que dizes, e que todos dizem. Mas caramba, estamos motivados, e estamos contentes pela Liga Europa, e como é óbvio estamos contentes por ganhar ao Benfica, e mais apoio não faz mal a ninguém.
    Estes dois, por mais mal classificados que estejam hão-de ter sempre o derby em grande conta, porque faz parte!

    Quanto à selvejaria, é triste que algo como o futebol que move massas de pessoas orgulhosas nos seus clubes. Que tem intenção de mostrar apoio incondicional ao clube, se deixe levar por coisas tão violentas e perigosas sem pensar nas consequências. E tives-te muito bem em dizer o que pensavas!

    ResponderEliminar
  6. Jony babuska rodriguez10 de abril de 2012 às 16:42

    Eu prometi a mim mesmo que até ao fim da época não comentava mais futebol, mas depois desta prosa a roçar a poesia lírica, decidi que afinal tinha de falar, e só te digo meu amigo POC, que...... até ao fim da época não comento futebol

    ResponderEliminar
  7. POC,por isso é que deixei de ir ao futebol.Quando era mais miúdita,ía com o meu pai e mais tarde com amigos ver um jogo na boa,sem stresses.Agora o clima é de selvajaria.Levar um dia a minha pipoca?Nem pensar!Podia ser um desporto para se ver em familia,mas assim,nem morta!Eu ainda penso,como é que é possível,não haver mais tragédias nos jogos.As pessoas viram bichos!Ficam desorientadas.
    E fiquei contente pelo Sporting sim.Não por ser uma "Liga dos Campeões",mas pq estavamos a precisar disto.E não é por ser o Benfica(falo por mim),é porque havia esta necessidade de celebrar um Sporting que tem estado muito infeliz...

    ResponderEliminar
  8. Adoro ver Futebol no estádio, acho maravilhoso! Isso é que é o futebol a sério, é aí que sentimos a magia, todas as emoções os "vai, vai, vai.... aaaaaaaaaahhhhh" os "ooooooooooooooooooooh Goloooooooo...", as alegrias e as desilusões.

    Confesso que ganhei alguns receios na última vez que fui ver o Glorioso. Seria uma festa bem melhor se não a tentassem transformar em guerra. Ofutebol devia ser apenas uma luta de palavras e canticos e assim...

    ResponderEliminar
  9. Maria, queres comparar? Nesse jogo íamos ser os bombos da festa, foi uma semana inteira a ouvir que íamos ser humilhados, goleada atrás de goleada, festa na nossa cara. Durante o jogo aquilo que todos viram: o Lucilio a inventar 458 livres para o André Cruz, penalty claríssimo sobre o Nuno Gomes por assinalar...tudo a empurrar o SLB para o chão e a querer que os verdes festejassem na nossa cara...até que Sabry, pimba. Melão. Festejamos aquele golo e gozamos convosco. E acabou. Não fomos para o Marquês e não invadimos o Facebook com comentários patéticos de quem está no quarto lugar.

    POC, compreendo o teu lado mas tb compreendo o outro. Estou farto de comer e calar...farto. Compreendo quem comece a sentir que é hora de responder com a mesma moeda...o outro é q dava a outra face e acabou pregado na cruz..

    ResponderEliminar
  10. Realmente é mesmo triste, e é essa ideia que passa cá para fora para quem não vai assistir aos jogos. É o que aparece nas noticias e o que se diz nas ruas tambem acentua essa ideia, por exemplo nao estacionar o carro perto de estadios durante jogos, nao só porque ha falta de lugares mas pq ha hipoteses de te estragarem o carro, esse tipo de coisas.

    Nao tenho esperiencia de ir a jogos mas em manifestaçoes acontece a mesma coisa, ja participei em várias e ha sempre alguns paspalhos que atiram pedras a montras e partem vidros dos carros de forma a que todo o valor e conceito da manifestaçao em si vá por agua abaixo, pelo mao comportamento de meia duzia de pessoas . Depois só se fica a falar disso e a razao da manif em si deixa de ter valor. É muito irritante.

    2w

    ResponderEliminar
  11. @Elsa, obrigado :)

    @Carlos Alberto, talvez tenhas razão. Até acho que tens, sabes. Mas custa-me ver isto.

    @Cupcakke, também não compreendo. Futebol devia ser alegria, brincadeira com os amigos e pouco mais.

    @Maria, foi muito diferente. Nesse jogo que falas, vocês seriam campeões se nos ganhassem. Ou seja, fariam a festa connosco, quais melões (nós). E isso vale muito, como bem sabes. E mesmo assim, não tivémos jogadores prestes a levantar uma taça.

    @Sufocada, e ainda bem que estão motivados, isso faz muita diferença no futebol. Mas o Sporting tem vivido para ganhar ao Benfica. E isso ajuda a que não saiam da crise em que estão mergulhados há 40/50 anos.

    ResponderEliminar
  12. @Jony babuska rodriguez, no final vens cá enxer-me o saco porque és campeão com o Gravatas! Esse tornozelo? E olha, deixa-me acrescentar que

    @Mamã de Salto Alto, sim, devia ser coisa de família. Para jogos em casa, é pacífico. Fora, com crianças, mulheres ou pessoas mais velhas, nem pensar. Desporto é coisa salutar. Ou devia.

    @MA, bem-vinda. É realmente uma experiência gira. Os cânticos, o apoio, pode ser algo de sublime. De acordo com o que escreveu.

    @Pedro, foram 459 livres para o André Cruz. Contaste mal. Arbitragem rEdícula.
    Em relação ao outro lado, nunca o vou compreender. Porque não é a pegar fogo que algo muda. Porque os indivíduos que achavam bem pegar-se fogo, não tinham dois dedos de testa para sequer quererem mudar alguma coisa. Era ódio, só ódio.

    @Anónimo 2w, de acordo. E sim, ter veículos estacionados não é o ideal. Há sempre alguém que se excede...

    ResponderEliminar
  13. POC....expulsas-me do tasco se eu te disser que não sou do benfica?... :(

    nAnónima

    ResponderEliminar
  14. @nAnónima, nem pensar. Convido-te para veres a Águia e mudares enquanto é tempo :)

    ResponderEliminar
  15. é por estas e por outras que ver muay thai é bem mais giro.
    mas independentemente dos titulos, que não percebo nada de futebol, torço sempre para que o sporting ganhe os jogos.

    ResponderEliminar
  16. :)

    ÉS O BNEFIQUISTA MAIS FOFO QUE "CONHEÇO"!

    nAnonima

    ResponderEliminar
  17. com a emoção até dei erros... desculpa.

    nA

    ResponderEliminar
  18. Cada vez mais, há pessoas que procuram motivos para se comportarem fora do conceito de civilização. O que se passa com o futebol é exactamente isso. Permanecem na era das cavernas ...

    ResponderEliminar
  19. Foi isto que aconteceu:

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=GlncGml6TPI#!

    ResponderEliminar
  20. @Helena, Muay Thai é algo que...sim senhor.

    @nAnónima, eu percebi. E obrigado! :)

    @Não têm nada a ver com o meu nome!, sim, pegar fogo não é um acto civilizado.

    @Pedro, foi isto. Uma vergonha. Vou colocar no post. Obrigado.

    ResponderEliminar
  21. Quanto ao Sporting entendo o teu pensamento... de facto nós estamos de tal maneira que ganhar um derby é quase ganhar a liga dos campeões, até mesmo ganhar ao Metalist e ao City foi motivo para grandes festas. Mas enfim, acho que isso é a parte bonita.. o facto de sabermos descer as expectativas e valorizar-mos o nosso clube em pequenos momentos, porque ele realmente não tem dado para mais.
    Quanto a todo o resto... as pessoas, no futebol como enfim, em muita coisa, excedem-se, não têm a noção. Têm atitude a mais para umas coisas, e atitude a menos para outras. Evito ver jogos de futebol porque sinceramente acho que o nível de QI das pessoas desce muito quando estão a ver a bola. E aqueles cujo QI já é baixo por natureza bem... é vê-los a queimar bancadas e a agredir os rivais na rua.
    Agora apetecia-me deixar-te aqui um elogio... mas como só aceitas comentários ofensivos olha, ficamos por aqui :p

    ResponderEliminar
  22. Sigo :D

    http://apontamento-bernardo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  23. Difícil, mas conseguiste superar o que era, até agora, o meu post preferido neste blogue. À séria.

    ResponderEliminar
  24. É por estas e por outras que eu prefiro ser adepta de outros desportos que não o futebol, porque o futebol já é tudo menos um desporto!

    ResponderEliminar
  25. Louvo a tua atitude, POC.
    Benfiquista, Sportinguista ou Portista, ou outro clube qualquer, e os de Vimaranenses são extremamente bairristas , temos o dever de olhar para o futebol como um desporto bonito e competitivo.
    Conheço Benfiquistas como tu, Sportinguistas como os meu familiares, que são ordeiros, e par aí adiante.
    Ouvi os comentários depois do jogo, num dos canais de TV. Que guerra entre comentadores das duas "facções".
    Desconhecia o pós jogo.
    No meu emprego, os Benfiquistas não deram a cara( pessoas que não aceitam derrotas e criticam aquele clubes que superam).
    Os Sportinguistas falavam baixo.
    Os neutros, não deram importância.
    ´
    :)

    Desconhecia o pós jogo.

    ResponderEliminar
  26. @Kim III, gostei do seu comentário, obrigado. É verdade que o futebol, com toda a pressão e ambiente à volta, potencia o que de mau as pessoas têm. E o problema é que existem mais pessoas más do que deveriam existir.
    Quanto ao elogio, gostava do ler. Quer dizer, nem pensar. Isso nem se admite sequer.

    @Bernardo, obrigado.

    @TR, :) Por curiosidade, qual era o anterior?

    @margas, o futebol está feito um negócio. Dói na alma.

    @desejo, obrigado. Não importa o clube, todos temos familiares e amigos dos rivais. Isto é tudo uma anormalidade.

    ResponderEliminar
  27. Disse em Alvalade e repito no blogue (que, como também disse, já conhecia): grande benfiquista e sentidas as palavras no fim do jogo.

    Um bacalhau!

    ResponderEliminar
  28. @Tomcat, :) é um gosto ter-te por cá. Como calculas, o teu comentário acaba por ser importante. Fiquei verdadeiramente sentido com as tuas palavras.

    Bacalhau à séria. E muito obrigado.

    ResponderEliminar
  29. O povo português tem que compreender que o futebol do Glorioso é uma "Obra-de-Arte"
    Sem essa noção cultural, dificilmente os níveis civilizacional e educacional do povo, prospera

    ResponderEliminar
  30. Pedro : Não conheço ninguém que ontem tenha ido para o Marquês. E naquela altura não havia facebook. ;-)

    ResponderEliminar
  31. Foi por causa de porcarias destas que desisti de ver futebol... Pessoas deste calibre merecem dois valentes chapadões, independentemente do clube a que pertencem.

    Não percebo isto, juro que não.

    Quanto à equipa, posso dizer-te que a minha equipa de futsal mostrou mais brio e amor à camisola do que estes senhores pagos a peso de ouro. Às vezes pergunto-me o que é que tantos entendidos da bola andam a fazer naquele clube.

    ResponderEliminar
  32. @pássaro viajeiro, o seu comentário é que foi quase uma obra de arte, mas ao contrário. E sim, Portugal tem que se capacitar que o futebol do Benfica é Património.

    @Maria, sei que muita gente saiu no metro do Marquês :) Sim, se na altura existisse Facebook (e não existia, porque fui eu quem o trouxe para Portugal há muitos anos), ia haver muita gozação :) Mas como não tenho Facebook, apenas Facenice para o Simão Escuta...

    @Uma Rapariga Simples, treinadora duma equipa de futsal? Mas temos alguém aqui verdadeiramente entendido em futebol? Desculpe, vou ter que pedir que saia...

    ResponderEliminar
  33. Já usaram formas mais bruscas (brutas!) de mo pedir. lol

    Não se preocupe, já arrumei as chuteiras. ;)

    ResponderEliminar
  34. Para mim um dos melhores textos do tasco! Foste curto... nem tanto assim... e grosso... hummm...tb não, mas foste verdadeiro e correto. Parabéns!

    Ser Benfiquista é algo que está no sangue... não se explica... SENTE-SE.
    Eu tenho orgulho no Clube do meu Coração... Amo o Benfica!
    S.

    ResponderEliminar
  35. @Uma Rapariga Simples, foi só um jogo de castigo por mau comportamento. Suspensão liberada. É engraxar as chuteiras e vir fazer golos!

    @Anónimo S., obrigado, apesar de não tolerar elogios.

    ResponderEliminar
  36. "Após o apito final, os sportinguistas festejaram a conquista da sua primeira Liga dos Campeões. Foi uma festa enorme, como há muito não via." ahahahahahahahaahahah

    (e também adorei o vídeo dos nossos cânticos; Orgulhosamente Benfica)

    ResponderEliminar