Want to see Big Ben?

Como já tinha dito no Facenice do Simão Escuta, ando em contenção de custos.
Para evitar gastos com preservativos, resolvi engordar e deixar crescer o cabelo. Está a resultar.

Felizmente tenho leitores fiéis que não me querem deixar entrar em completo celibato. Vai daí, um atento leitor de Londres, resolveu enviar-me algo que é, efectivamente, a minha cara. Ou o meu menir. Mas é igual para o caso.
Cortesia dum leitor de Londres. Não. Afinal foi só lá passar férias.

E é isto.

27 comentários:

  1. É uma analogia algo interessante, mas esquesita porque se levar-mos à letra, supõe-se que chamas Ben ao teu menir.

    Han? O que?
    Sim porque menir é bastante usual...

    ResponderEliminar
  2. Tás a ficar ó nibél do intenacional ó simão!

    ResponderEliminar
  3. dá lá essa morada que eu envio-te os preservativos (dos bons ;) e o varão... não me respondeste ao pedido :(


    nAnonima

    ResponderEliminar
  4. POC , observando a imagem, o que pensei? Preservativos Big Ben. Se estás em contenção de custos gentilmente alguém se lebraria de ti.


    :)

    ResponderEliminar
  5. Que pouca vergonha vem a ser esta POC? Não acho nada bem. Devias falar aqui de coisas sérias e assuntos da actualidade. Não me parece que o teu menir seja propriamente um assunto para entreter os teus milhares de leitores. Pffff :p

    ResponderEliminar
  6. Ainda no Domingo fui ao CoolBritania e havia lá uma quantidade enorme de preservativos cujos "títulos" eram bem engraçados!

    ResponderEliminar
  7. @Sufocada, tal como fui o primeiro a trazer o Facebook para Portugal, também fui o primeiro a apelidar o meu Ben de Menir. Ou ao contrário.

    @iara, só poderei dizer isso quando tiver visualizações na terra dos pinguins.

    @nAnónima, mas existem preservativos melhores que este? Quanto ao pedido, vou responder. Estou atrasado, mas até eu tenho serviços mínimos no trabalho.

    @desejo, felizmente não estou em contenção de custos. Mas ficava bem fazer essa chalaça para justificar o meu visual. Mas que isto permaneça em segredo pf.

    @Marilyn, sim, amanhã vou falar sobre o Orçamento de Estado. E de que maneira isso influencia a minha vida sexual. Oh, wait.

    @QueenC., bem-vinda. Se tiver algum melhor, é enviar aqui para Serapilheira da Serra.

    ResponderEliminar
  8. @Mamã de Salto Alto, prefiro não ferir susceptibilidades.

    ResponderEliminar
  9. Nao parece que engordar e deixar crescer o cabelo seja suficiente, acho que devias deixar de tomar banho , ai sim para alem de poupares na agua e detergente sem duvida que pouparias nos preservativos.

    2w

    ResponderEliminar
  10. @Anónimo 2w, nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Se não se importarem, vou continuar a banhar-me.

    ResponderEliminar
  11. Há quem ache o cheiro muito afrodisiaco, portanto banha-te à vontade!
    Continua a poupar no barbeiro... e engorda mais uns 10 kilos... já agora deixa crescer a unhaca do mindinho. Isso sim, é um tremendo turn off. Junta ao style, uma corrente de oiro e abre 5 botões da camisa... e até o "José Esteves" fica mais atractivo que tu.
    S.

    ResponderEliminar
  12. @Anónimo S., obrigado, se calhar fico só assim, mas obrigado.

    ResponderEliminar
  13. São estes terríveis dramas existênciais que me fazem por vezes quedar-me como um desses filósofos bêbedo, alto, magro, doente e pálido meditando nas tristes vicissitudes da existência.

    ResponderEliminar
  14. Ó POC, tornaste o teu blog no local ideal para publicitar os teus atributos físicos existentes (ou não), a ver se te calha alguma voluntária? Isto pode parecer uma boa técnica de marketing, mas não é.

    ResponderEliminar
  15. Hear Hear, "Não têm nada a ver com o meu nome!"

    ResponderEliminar
  16. @pássaro viajeiro, não pense tanto, beba mais um copo.

    @Não têm nada a ver com o meu nome!, não é nenhuma campanha de marketing. Se a quisesse fazer, tinha Facebook e não tenho.

    ResponderEliminar
  17. Olha que desenho tão interessante. ahahah

    ResponderEliminar
  18. @Não têm nada a ver com o meu nome!, verdade verdadinha que não tenho Facebook. Apenas Facenice para o Simão. De resto...nunca irão saber. Muahaha!

    @S*, terá sido a única a reparar nos pormenores do desenho? Os pormenores estão muito bem esgalhados. Sendo que o verbo esgalhar não terá sido bem empregue. Ou foi.

    ResponderEliminar
  19. Tu estás é convencido que a mulherada quer saber. Falando de mim: not interested.

    Baseio-me em: quanto mais se gaba, quanto mais publicidade faz, menos real é.

    É como alguns produtos que se vendem por aí. Quilolitros de publicidade, e depois, quando são comprados, mostram-se iguais ou piores que os da loja dos chineses...

    ResponderEliminar
  20. @Não têm nada a ver com o meu nome!, pode-se basear no que quiser. Curiosamente, não estou convencido se querem ou não querem saber. Até porque já chamava de menir ao meu Ben ainda era eu criança, era ele pequeno, normal.

    ResponderEliminar
  21. Poc; obrigado pelo conselho, já virei.
    Mas tem que ser com moderação porque senão acontece-me como ao agricultor.
    Eheh...

    ResponderEliminar
  22. @pássaro viajeiro, conte-nos lá essa. Ou ando mal de perspicácia ou é de duas noites seguidas a dormir 4h.

    ResponderEliminar
  23. OK. Cá vai.
    Um agricultor entra num bar, pede um uísque, e começa a falar:
    - Pois é...A cerca à volta da minha casa? Fui eu que a construí! Mas alguém me chama o "constrói-cercas"? Não!...Nem pensar!
    Bebe outro uísque e continua:
    - O poço no meu quintal? Fui eu que o escavei! Mas alguém me chama o "escava-poços"? Não!...Nem pensar!
    Vira outro uísque e prossegue:
    - E o muro à volta do poço? Fui eu também! Mas alguém me chama o "ergue-muros"?...Claro que não!
    Outro uísque e avança:
    - Agora, é só foder uma ovelha e pronto!

    ResponderEliminar
  24. Comprei um bem patriótico em York, trazia a Union Jack - Having Sex Like A Sir!

    ResponderEliminar
  25. @pássaro viajeiro, é quase uma piada farsola :)

    @Tiago BM, muito boa essa, mas a minha é mais à "camionista", acho que ganha.

    ResponderEliminar