Grandes cromos...

A hora de almoço é religiosa: serve, curiosamente, para almoçar sozinho, com colegas, amigos, desconhecidos. Ou não almoçar.
Numa das últimas incursões com o Preto e o Gordo, juntámo-nos ao Careca e a mais 2 colegas. "Ah, vamos almoçar a outro lado, para variar". Pronto, tudo bem.

Entrámos no carro, sentaram-me na cadeirinha de bebé - primeiro a segurança - e lá fomos.

E fomos parar a outro concelho. E porquê, pergunta o caro leitor. Porque conhecíamos um restaurante que era o manjar dos Deuses! 
Não, afinal fomos para outro concelho porque era necessário trocar cromos.

É verdade. Homens feitos, loucos que nem crianças a trocarem cromos com desconhecidos. 
O curioso? É que estávamos num espaço próprio para o efeito, quase só com adultos. Afinal, é a Caderneta do Euro 2012!



Mas antigamente não era tão fácil terminar uma caderneta. Não havia internet. E não existiam espaços próprios para as trocas. A malta ia desenvencilhando-se como podia.
Existiam algumas colecções com carteirinhas que não eram ainda fechadas sob vácuo. Eram as verdadeiras carteirinhas, pareciam um envelope. Eram as minhas preferidas. 

Eu estava feito com a Senhora Teresa, dona do quiosque. Tinha uns 8 anos e ia lá muita vez comprar doces e cromos. E mais tarde o jornal desportivo que, naquele dia, tivesse mais páginas do Benfica.
A coisa funcionava assim: comprava as carteirinhas, abria cuidadosamente com calor, escolhia os cromos que queria e depois colocava lá os meus repetidos. Voltava a fechar, passava um pouco de cola e estava feito. Voltava ao quiosque, entregava uma carteirinha e recebia outra. Ah...belos tempos...

Bom, mas estes palermas estão a fazer a colecção do Euro. E fazem bem. 
Entre compras de conjuntos de carteirinhas (caixa inteira, fechada), idas aos CTT trocar anilhas e caricas Coca-Cola que iam apanhando nos restaurantes, cheguei a sentir uma ponta de inveja por não ter começado também a tempo. Fez-me lembrar a infância e a ânsia de conseguir um cromo raro, de combinar trocas, de ir preenchendo a caderneta.

Ainda guardo, com ternura, uma caderneta dum Campeonato Nacional onde pontuava Nito, defesa do Belenenses. A belezura:


Carrega Portugal!

11 comentários:

  1. Mto bom !!Boas recordações!! Ainda me lembro de numas férias com os papás fazer boicote ao Record por, na capa, o nº de págs com notícias do glorioso contemplar uma repleta de publicidade, que acabou por fazer a diferença na escolha para com o arqui-rival ABOLA.

    Cumps

    ResponderEliminar
  2. Afinal foste almoçar cromos.

    A única caderneta que tenho, é com cachorrinhos. (eu não disse isto)

    ResponderEliminar
  3. belas recordações... Ainda tenho guardada religiosamente a do Mexico 86...

    http://oengomadinho.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Eu tinha cadernetas das barbies, onde depois lhes desenhava bigodes e cornos.

    ResponderEliminar
  5. (ihihih xD)

    Eu não era grande fã de Barbies. Era considerada um alien por algumas...

    ResponderEliminar
  6. maria atitude/intolerante22 de junho de 2012 às 00:10

    Olá boa noite!
    Adorei este post, trouxe-me riso fácil e mtª. BOA ENERGIA.
    Sufocada, mtº. Obrig. pelas gargalhadas que me fizeste soltar, adoro ser surpreendida e conseguiste.
    Confesso que nos últimos dias, tenho andado demasiado focada numa quezília profissional para a qual tenho dirigido demasiada atenção. Atitude essa que me tem desviado o sentido de humor e imposto um ar + protocolar, apeteceu-me ripostar e repôr justiça.
    Últimamente as energias do tasco têm-me parecido mornas ou até frias, mas hoje estão em ALTA e o meu mtº. obrigada pela partilha e pela forma generosa como "AlGúem" sufocada pode ser tão idiota e habilidosa na arte aplicada.
    POST ACTUAL, c/Inteligência emocional dirigida de uma forma construtiva, onde ninguém ficou diminuido ou magoado.
    Sejamos felizes,partilhando alegria e boa disposição!
    BeijK:).

    ResponderEliminar
  7. Grandes cromos...
    :)

    Tenho uns amigos que também estão a fazer a caderneta e estão a vibrar com a coisa :)

    ResponderEliminar
  8. opah essa segunda imagem em que mostra homens enormes sentados nas cadeirinhas verdes de criança a trocar cromos é decadente.
    Faz-me lembrar aqueles homens que se vestem de bébés , sujam a fralda, tem chupetas que pagam a prostitutas/tratadoras para pegarem neles, mudarem a fralda darem o biberao e afins. Encomendam a roupa de bébé online feita de proposito para eles.
    Nem quero pensar mais nisso, agora fiquei com a imagem na cabeça.
    "Paraphilic infantilism, also known as autonepiophilia and adult baby syndrome ... a sexual fetish for some that involves role-playing a regression to an infant-like"


    Eu espero que tu o preto, o gordo e o careca nao estejam nesse nivel.

    2w

    ResponderEliminar
  9. Simão, filho, tu não leves a mal o que te digo, mas isso das cadernetas não é coisa de homem. tu não te ofendas rapaz, mas não é :)

    ResponderEliminar
  10. Ainda tenho lá essa caderneta com o Nito! Mas havia um gajo mais feio, acho que era no marítimo! E outro no estoril que parecia um acidente nuclear no útero que o concebeu... Vou ver se acho essa merda!

    ResponderEliminar