Rock In Rio - o engano

Estou sintonizado na Sic Radical, não cheguei a ver os Kaiser Chiefs (bons!). Estou sintonizado na Sic Radical e a chorar. Quase.

Mas ver James é sempre qualquer coisa de extraordinário. Vi-os em Cascais e no Campo Pequeno. Mas ao ver pela televisão o concerto de hoje no Rock In Rio, senti que me enganei a mim mesmo ao não estar presente na Bela Vista. Momentos houve em que me arrepiei. 
Viram o Tim Booth a dançar? Brutal...
Aprendi a gostar deles devia ter uns 12 anos. Obrigado Tio " Miguel". Educação também é isto.


Agora tocam os Xutos, os quais já vi algumas vezes e são sempre bons. Vão animar a malta para o Bruce.

E quanto a Bruce Springsteen? Bom, é um dos eternos. Aos 4 ou 5 anos já cantava as suas músicas. Quem não se lembra da capa do disco em que Boss mostra, para delírio de muita senhora púdica, o seu rabo em calças de ganga, à frente da bandeira dos Estados Unidos?
Vi-o em 1993, no antigo Estádio dos viscondes. Lembro-me dele ter entrado em palco como se nada fosse, guitarra ao pescoço, parecia um tipo que ia ajeitar alguma coisa no palco. Era assim, o Boss.


As minhas crenças e a minha dignidade impediram-me de marcar presença neste festival de fantochada, ao qual, com muito orgulho, nunca fui. E a minha estupidez e teimosia impediram-me de marcar presença e curtir esta noite.
Nestas alturas sinto-me arrependido de não lá estar.

14 comentários:

  1. FODA-SE, POC! Aguenta as lágrimas! Festival da fantochada, sim! Nunca lá pus os pés e não faço contas de pôr!

    Bem... só se tu lá estivesses nalguma roulotte da cerveja ;)

    Mantém-te, ok?

    beijo (bué grande, que hoje tás tristinho)

    ResponderEliminar
  2. Quando a música é boa, nem que seja na praça da aldeia, se pudermos, devemos sempre ir.

    Mas isto sou eu que nunca percebo as grandes teorias que se escondem por trás de tudo.

    ResponderEliminar
  3. Era ter dinheiro e hoje estava lá de joelhos a catar James, Xutos e Bruce!

    E não se estragava nada em ouvir Kaiser!

    ResponderEliminar
  4. Então o Bruce Springsteen não deixa que seja dado em directo o concerto?! Só 30 minutos pelo meio? Boss, não esperava isto de ti...

    ResponderEliminar
  5. @nAnonima, chorar por não ir a um local onde não quero ir é demasiado mariquinhas. Estou fora dessa. Mas fiquei arrepiado ali com os James ;)

    @Elsa, Limp Bizkit, Offspring, Linkin Park e Smashing...dia enorme. Se fosse noutro festival, estava lá.

    @Uma Rapariga Simples, não gosto do RiR. Mas gosto de aldeias.

    @Sufocada, e pensar numa família querer levar dois filhos? Que preços...

    @POC, está calado. Leio este blogue há muito tempo e sempre te achei um anormal.

    ResponderEliminar
  6. Se fosse noutro festival, provavelmente não iria à mesma, mas compreendo o efeito anti-RiR.

    POC, tu também tens as tuas manias, deixa o boss ter as dele (mas de facto não havia necessidade...)

    ResponderEliminar
  7. Só uma questão..o que tem contra o Rock in Rio?

    ResponderEliminar
  8. " neste festival de fantochada, ao qual, com muito orgulho, nunca fui"

    Pq? Fiquei curioso..

    ResponderEliminar
  9. Estou contigo POC (agora parecia um gajo do CDS a elogiar o Paulinho das feiras)

    ResponderEliminar
  10. "As minhas crenças e a minha dignidade"?!

    Oh POC, epá... Francamente, isto é música! É o Bruce Springsteen! Faltar a um concerto do BOSS por causa de fundamentalismos?
    Isto é pura estupidez...

    ResponderEliminar
  11. Eu quero lá saber do RiR, eu queria era o Adam Levine :)

    ResponderEliminar
  12. O vocalista dos james, houve uma altura que eu julguei que ia ter um ataque epiléptico :)

    ResponderEliminar