Chinês ilegal/clandestino, já foram?

Sexta-feira passada frequentei o meu primeiro Restaurante Chinês Ilegal. Aquele Gajo insistiu para lá irmos. "Ah é muitA bom, que eu falo com o Jorge Jesus". Tudo bem, disse eu. Pior que comer na selva do Norte da Tailândia não há-de ser, pensei eu.


Fica ali entre a Mouraria e o Martim Moniz. Não há publicidade exterior, como se calcula. Lá dentro uma fábrica de chineses a servirem refeições ilegais, mas curiosamente sem terem chop-suey de gatinho porco.








Tem uma ementa e um bloco de facturas onde apontamos o que queremos.



Não fiquei impressionado. Aquele Gajo quis pedir Gyosas. No mínimo, estavam más. Deu-me ideia que um dos chineses tinha falecido com cebola podre na boca e o tinham cortado às postas e feito as Gyosas.
Depois pedimos um prato mais normal e safou-se. Mas a isso juntámos um outro prato duma massa transparente com caranguejo (seria?!). Isso sim, foi pior que comer na selva.


E vocês, já foram a algum chinês ilegal? Gostaram?

18 comentários:

  1. já comi uma japonesa, mas penso que não era ilegal, quase de certeza que era turista... serve?

    ResponderEliminar
  2. Foda-se POC... RESPECT.

    É de homem. Já comi em chineses manhosos mas foi mesmo na China (na altura ainda era terra tuga., Macau) agora restaurante chinoca no Martim Moniz? Já me basta o cheiro horrivel que à hora de almoço sai do cc Mouraria. ehehehehe

    É de gajo com grandes 'maça fa si'

    ResponderEliminar
  3. As voltas que dás só para postares fotografias tuas.

    ResponderEliminar
  4. Não fui, e se tinha curiosidade, deixei de ter.

    Quase passavas por chinês POC! :)

    ResponderEliminar
  5. Pode não passar por chinês, mas passa bem por psicopata

    ResponderEliminar
  6. Aquilo é bom, tu é que és estúpido.

    O puto que enrola as Gyosas ainda estava a coser bolas oficiais da FIFA e como tal não estavam tão boas como costume...

    Quanto à porcaria de caranguejo, tu é que quiseste pedir, eu disse-te que as beringelas é que eram boas, mas a tua fraca confiança na tua masculinidade impediu-te de provares.

    ResponderEliminar
  7. Falaram-me desse restaurante recentemente, disseram-me que apesar do mau aspecto a comida era boa, mas nunca experimentei.

    ResponderEliminar
  8. Mas quem raio vai a restaurantes chineses e pior a chineses ilegais, claro que isso só poderia ser no Martim Moniz! Isso deu direito a intoxicação alimentar, right?

    ResponderEliminar
  9. Chinês ilegal que deixa gajos entrarem com máquinas e telemóveis não é chinês ilegal a sério.

    A não ser que lhes tenham comprado o equipamento durante a refeição...

    ResponderEliminar
  10. Tenho que concordar com o meu twin bro Mak. Desde quando um Chinês ilegal deixa entrar malta com máquinas e telemóveis? Isso é pra meninos. Talvez uma experiência piloto.

    Chinês ilegal que é Chinês ilegal não tens que adivinhar que animal é que estás a comer (ah e tal será caranguejo?). Eles dizem-te logo: "Prova este rato à Pequim". "Pato"? perguntas tu. "Rato, percebeste bem". E quando estiveres a fazer a digestão, sentado numa retrete made pelas mesmas mãos que te trouxeram o repasto, vêm-te à memória episódios dos Heróis de Shaolim que correram menos bem e vais pensar que nos teus intestinos estão a passar neste momento pauzinhos de Mikado na vertical. Terás lágrimas nos olhos. Tornaste-te por direito próprio um episódio da National Geographic.

    ResponderEliminar
  11. Só para dizer que já tem o dito cujo lá no outro espaço. Não vá lá ler e eu apago-o. -.-

    ResponderEliminar
  12. Simao,

    Pensa la nisto antes de ires a um chines...ilegal ou nao:

    - Ja viste algum chines a passear um cao?
    - Ja viste algum chines de 60 anos a passear na rua, ou num qualquer banco de jardim?
    - Ja viste algum funeral chines?

    Aconselho o marisco...e mais seguro...

    ResponderEliminar
  13. Deve ser o mesmo restaurante que o meu primo também foi.
    Em que na casa de banho estão as escovas de dentes das pessoas que lá moram.

    O meu primo gostou da experiência e ainda conheceu uns holandeses que também estavam lá a comer.

    ResponderEliminar
  14. Ganda POC! Todos os fins-de-semana janto nesse clandestino. Nunca tiro é fotos!ahah

    ResponderEliminar
  15. Faltou dizer que tive de tirar as fotografias às escondidas (especialmente a do menú com a folha duma factura ao lado para escrever o pedido).

    Eles não deixam que a malta saia de lá com recordações.

    ResponderEliminar