Correio do Leitor: no casamento com um notável

Um dos nossos leitores relatou-nos uma história curiosa, a qual deixo aqui (não me responsabilizando pela veracidade da mesma).

Tive oportunidade de estar presente num casamento dum amigo. Pelo meio, "conheci" um dos notáveis da nossa Praça. E é sobre ele que falo.

Imaginem um daqueles tipos que aparecem nas notícias, conhecido, cheio de dinheiro, envolvido em corrupção de milhões. Agora imaginem um taco de pia, armado em bom e engraçado, ridículo, mau aspecto e efectivamente muitos milhões.

Momento 1: na Igreja

Quando os miúdos começam a percorrer a Igreja a recolher oferendas, este sujeito levanta-se e sai mais cedo. Coincidências.

Momento 2: no Copo-de-Água

Num dos espaços comuns, leva o seu indicador ao ouvido esquerdo e escarafuncha-o (é o termo correcto), provavelmente à espera de achar petróleo. De seguida contempla o seu dedo, deita fora detritos e volta a realizar a difícil operação. Isto enquanto falava com outros convidados.

Nos entretantos, ofereceu um cheque chorudo aos noivos, cheque esse pago por todos nós.


Quando um bandido rouba umas centenas ou milhares, vai preso, a sociedade recrimina-o, olha-o de lado. Quando se roubam milhões, anda-se na rua, de cabeça erguida e sem ninguém enxovalhar esta gente. É triste.


E Portugal é isto.

7 comentários:

  1. Mas sabes o que é pior, caro POC?!? Os noivos aceitarem a oferta do senhor de sorrisos nos lábios e pensarem "que se foda!"
    Esses noivos retratam a maioria deste país, mesmo sabendo que o dinheiro fácil que lhes chega às mãos (das mais diversas formas) é dos contribuintes, pensa "que se foda, este já cá canta, alguém o há-de pagar!" esse é o problema...

    desculpa se desvirtualizo a tua história, mas é apenas a minha opinião... vale o que vale.

    ResponderEliminar
  2. Chama o boi pelo nome. Ou pelas iniciais, vá...

    ResponderEliminar
  3. "Quando um bandido rouba umas centenas ou milhares, vai preso, a sociedade recrimina-o, olha-o de lado".
    Esta afirmação está errada senhor relator! Não são centenas ou milhares, mas sim dois ou três - vidé os casos dos mendigos que roubam nos supermercados!
    Quanto ao desabafo da nAnonima ... só posso concordar!

    ResponderEliminar
  4. Triste realidade de um país de corruptos.

    ResponderEliminar
  5. Foste a um casamento com o Isaltino Morais??

    ResponderEliminar
  6. Essa mala tem reais, portanto só pode ter sido a Fátima Felgueiras ou o Padre Frederico.

    ResponderEliminar