Afinal vou rasgar os médicos, vai dar merda

Fica o alerta para este tipo de alergia. Fico mais descansado em partilhar. Não é nenhuma brincadeira, ainda há pouco tempo morreu um empresário qualquer em Cascais com isto.


Como alguns terão percebido, estou doente. Já estive pior, felizmente parece que estou a recuperar.
Desde dia 20 que comecei a ter alguns problemas, os quais se foram agravando. O ponto alto do que se passa são crises de falta de ar.

Entre  4  urgências entre o Hospital da Luz, CUF Cascais e Hospital de Cascais, entre 5 consultas com Médico de Família, Pneumologista e Otorrino, ninguém detectou ou resolveu o problema. Compreendo que seja complicado, mas a minha Tia Fisioterapeuta ouviu as queixas e falou em Edema da Glote. Já lá vamos.

Estou um bocado fodido. 

Disse sempre aos médicos "ao tossir, fico completamente sem ar, parece que a garganta se fecha, não passa nada". A resposta foi de desvalorização, do género "não estás sem ar, mesmo que seja asma, quem sofre disso não fica completamente sem ar, fica é com dificuldade".
Aliás, na última vez no Hospital de Cascais, depois de insistir e me darem finalmente máscara e cortisona, receitaram-me uma bomba daquelas dos asmáticos. Eu virei-me para o médico e disse "mas isto serve-me de quê? Quando me volta o ar eu fico bem, o problema é que quando isto sucede, eu não respiro, não consigo expirar ou inspirar!". Fodasse, mas de que me serve ter uma bomba que não posso usar?!

Estou bastante fodido com isto.

Parecia um maluco. No Hospital de Cascais já pensavam "lá vem este tipo...aguente, já está medicado". Felizmente eu e a minha família insistimos e, na última ida, acabaram por, já depois de andar a tomar antiestamínicos e antibióticos, dar-me cortisona. E só ao 3º dia comecei, lentamente, a recuperar. E sem ela, nada.

Afinal, e confirmado ontem na excelente Imunoalergologista (Dr.ª Isabel Costa e Silva - Hospital da Luz da Amadora - Centro Clínico), tenho uma infecção respiratória. A infecção alojou-se na laringe, glote e cordas vocais. Elas incham, e agravando com a tosse, a garganta fecha. E, efectivamente, o ar não passa.

Acerca do Edema da Glote:
- será a reacção alérgica mais grave;
- pode provocar obstrução completa das vias aéreas, levando à hipoxemia aguda e morte.


Normalmente desvalorizo as coisas. E a quem perguntou, fui dizendo que era uma infecção, mas estava tudo melhor, não era nada de grave. Mas estou fodido, porque na verdade isto é gravíssimo. E eu andei até há 3 dias a pensar que ia morrer. Porque cheguei a ficar absolutamente sem ar nenhum, completamente roxo, com a família desesperada a ver-me saltar, dobrar-me no chão e tudo o que possam imaginar para tentar respirar. Sem sucesso, até que, por algum motivo que só D'Eusébio sabe, a garganta abria ligeiramente e voltava a respirar, demorando cerca de duas horas a recuperar. Aliás, o Coronel, sem saber o que fazer, chegou a fazer-me a Manobra de Heimlich, fruto do desespero. Mas nem isso me salvaria. Tive sorte. Tive a puta duma grande sorte. Mas estou muito fodido com isto.

Ainda não sei exactamente todos os pormenores de como me proteger disto, sei que tenho de continuar a fazer medicação durante, pelo menos, mais um mês. Mas sei que não quero nunca mais sentir o que senti. E não quero que mais alguém tenha de estar a meu lado e presenciar o momento. 
É uma aflição enorme. Não existe ar. Tentem imaginar, se conseguirem, que a vossa garganta fecha completamente, o ar não passa nem para fora nem para dentro. 
Na pior crise de todas, fiquei roxo, negro. Foi durante bastante tempo, tenho noção que estava a chegar ao limite.

Talvez contem-se pelos dedos duma mão as pessoas que vão ler isto até ao fim. Nem os amigos devem aqui chegar. Mas fica o meu desabafo, porque na verdade, este foi um dos piores momentos da minha vida.

E eu pergunto: mas como é que tantos médicos não viram nem pensaram nisto? Como? Puta que pariu esta merda.
Se se sentirem em perigo, insistam, corram para onde for necessário. Muito sinceramente, não sei quanto mais aguentaria. 
Apenas quero muito não voltar a ter aquela falta de ar. Porque não é respirar mal meus amigos, é deixar de respirar.

Podem ler mais sobre o Edema da Glote aqui, aqui e aqui.

42 comentários:

  1. Porra, um gajo sobrevive a dias de caganeira no outro lado do mundo e é isto que o deita abaixo? ;)
    As melhoras pá e nunca deixes que te chamem de maluco! Hang in there.

    ResponderEliminar
  2. @Rosa Cueca, obrigado. Pela mensagem e por teres lido, sei que poucos o farão. Acabou o jogo há bocado e desci à Terra, pensei nisto e no que sucedeu e resolvi escrever.

    Não consigo descrever o que senti, só quero que não aconteça nem mais uma vez.

    ResponderEliminar
  3. Pá, que cena! Nunca pensei que fosse dessa gravidade, deve ser mesmo uma sensação angustiante, nem quero imaginar o que passaste :x

    as melhoras, POC! Daqui a nada estás como novo, vais ver :) Força!

    P.S. Sou um Anónimo do sexo feminino, sim, nós existimos!

    ResponderEliminar
  4. POC eu até queria fazer uma piadola como de costume,mas depois de ler todo o texto (por incrível que pareça li mesmo todo),simplesmente não o consigo fazer no momento destes.

    Pouco ou nada posso fazer,a não ser desejar-te as rápidas melhoras e deixar-te um forte abraço de solidariedade.

    ResponderEliminar
  5. Força, POC! O que não nos mata torna-nos mais fortes. E tu de certeza que estás mais forte que nunca!

    Um abraço e dispõe, sempre que precisares

    Tiago

    ResponderEliminar
  6. POC, nem sei que te diga. Quer dizer, sei: torço para que nunca mais te sintas assim e que consigas melhorar de vez.

    E se eu souber de alguma coisa que possa ajudar no teu problema, contacto-te por aqui. O mínimo que todos podemos fazer é falar com médicos amigos e tentar perceber se alguém pode ajudar.

    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Como estudante de medicina tenho a dizer que a tua crise é um caso de livro de uma reacção anafilática grave que se resolve muitas vezes no SU com uma injecção de adrenalina. Uma vez que não presenciaram as crises e só ouviram os seus sintomas sem presenciar os sinais, acredito que a tendência tenha sido para a desvalorização. Ainda bem que te encaminharam para Imuno, era a especialidade certa. As melhoras pá! Já ficaste com uma história para contar ao mulherio :)

    ResponderEliminar
  8. Já tinha ouvido falar de situações parecidas em que algo na garganta inchava e deixávamos d conseguir respirar, mas normalmente era só através de reacções alérgicas que provocavam o inchaço, nunca tinha ouvido falar que isso podia acontecer devido a uma bactéria.

    É sempre a mesma merda, os médicos quando fazem merda protegem-se uns aos outros e nunca assumem as responsabilidades e nós é que somos os f.didos.

    Força aí POC. Um abraço, as melhoras e obrigado por avisares a malta.

    ResponderEliminar
  9. Mas ao menos viste a bola na tv, não ?

    ResponderEliminar
  10. @RS, obrigado :)

    @Anónimo 23:02, não direi angustiante, direi sufocante :) Ainda bem que existem anónimos do sexo feminino! Bem-vinda e registe-se ;)

    @Tomé Silva, obrigado. Deixa, eu faço a piadola: pior era o Benfica não ter ganho hoje ;) Abraço.

    @tiago leal, obrigado. Mais uma piadola? Se falecer (que não o vou fazer), depois faz um desenho da cena :) Abraço.

    @Shadows, obrigado. Não sei se me expliquei mal, mas está controlado, estou medicado e está identificado. Agora é aprender a proteger-me e estar preparado para, ao primeiro sinal (antes da falta de ar!), medicar-me logo. Mas muito obrigado pelas tuas palavras de ajuda. Abraço.

    ResponderEliminar
  11. @Anónimo 00:08, obrigado, bela explicação. Calculo que agora cure esta infecção. Depois é evitar que possa voltar, mas deve ser improvável (espero).

    @B Cool, acho que os médicos nem se quiseram encobrir. Calculo que tenham começado a colocar medicamentos à medida que não melhorava. Mas não deixo de ter a certeza que houve negligência na medida em que ninguém colocou esta hipótese, sendo que descrição de "garganta tapada e deixar de respirar" devia ter ajudado.

    Mas obrigado pela força. E claro, claro que vi o jogo. Infelizmente, pela 2ª vez consecutiva, não pude estar no Estádio. Mas vejo sempre!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  12. A angústia deve ter sido do crlh! Mas mais angustiante deve ter sido para a família assistir sem nada poder fazer para ajudar. As melhoras.

    ResponderEliminar
  13. @Carlita, bem-vinda (julgo eu) e obrigado. Agora já estou mais descansado :)

    ResponderEliminar
  14. Fiquei com os cabelos em pe' a ler isto, meu caro. Forca ai', recupera com cuidado para o George Geesus te poder convocar outra vez. Um abraco.

    ResponderEliminar
  15. @Nuno, obrigado, próximo jogo em casa é para cumprir (quero muito), jogo onde o "mister" quiser. Abraço :)

    ResponderEliminar
  16. Ainda bem que soubeste (e a tua familia) insistir no assunto. Fiquei arrepiada com a tua descrição dos acontecimentos e revi uma cena que aconteceu com a minha avó,
    (não teve o mesmo que tu, mas ficou sem ar durante "bastante" tempo até ficar roxa, também), e que foi absolutamente horrível.

    Deve ser das piores sensações queres respirar e não conseguires.
    Como sabes gosto muito pouco (ou nada) de médicos, mas há-os bons e ainda bem que no fim conseguis-te solucionar o problema.
    Agora cuida-te!

    As melhores POC.

    ResponderEliminar
  17. @Sufocada, nunca o teu "nickname" fez tanto sentido :) Obrigado*

    ResponderEliminar
  18. mete um canivete e uma bic no bolso, se voltares a ter uma crise, fazes um furo no pescoço ma zona da garganta e metes lá só o tubinho da bic.... meu capitão macgiver :):).... as melhoras ó estupido, ainda bem que estás cá que assim ainda vês o PORTO ser TRI

    ResponderEliminar
  19. Dass. Que aflicao.
    E que raio de médicos. Se fosse um que nao desse por ela.. mas vários? Roca o assustador.
    As melhoras POC. O Simao precisa de ti! E nós também.

    ResponderEliminar
  20. @jony buska, fazer o furo no pescoço faço, o problema é que não tenho BIC's. Obrigado Bota :)

    @Pusinko, essa frase deixa-me de lágrimas nos olhos, "O Simão precisa de ti. E nós também". Até parece que fui eu que pedi para dizer.
    Obrigado :)

    ResponderEliminar
  21. Coragem e abraço. E evita tossir, ok? Não podes só evitar tossir? Vá.

    ResponderEliminar
  22. @Tolan, tossir aumenta a probabilidade de coiso. Agora é afastar mesmo a infecção e ver se durmo descansado. Obrigado e um abraço :)

    ResponderEliminar
  23. Infelizmente a mentalidade dominante nos serviços de saúde portugueses - quer públicos, quer privados -, é a de que o doente é sempre um hipocondríaco. Tudo é desconsiderado, tudo é fácil, nada é ou pode ser grave. Doentes que ficam anos sem que lhes seja detectado um cancro. Outros que, com lesões musculares ou ósseas, andam que tempos a fazer tratamentos de segunda ou apenas fisioterapia, porque a solução definitiva seria ou um tratamento mais caro ou operação e "há que poupar". Uma merda de uma mentalidade, em que os trocos valem mais que o bem-estar de alguém, ou de que uma vida.

    É como dizes: tiveste uma puta de uma grande sorte. E ainda bem. Um abraço e continuação de uma boa recuperação.

    ResponderEliminar
  24. Pensava que edema da glote era causado apenas por choques anafilácticos. E não temporário, mas permanente, e que só piorava.
    A minha cadela já teve 2. E no veterinário detectaram logo.
    Para a próxima já sabes quais as melhores urgências de Cascais :)

    PS: E não podes ficar outra vez roxo, que isso faz mal. Veste-te antes de Teletubby.

    ResponderEliminar
  25. Meu caro, muitas e rápidas melhoras para ti. Afligiu-me ler este post. Não quero sequer imaginar a sensação, quanto mais passar por ela!

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  26. @JP, acredito que muita gente que se queixa, exagera. E os médicos/enfermeiros tendem a desvalorizar. O que me custa é que não tenham posto esta hipótese. Obrigado :)

    @xavi, a mangar com coisas sérias? Não admito. Hmm, na verdade pode ser.

    @Passion Addicted, há-de ser sensação que não volta! Um abraço e obrigado :)

    ResponderEliminar
  27. @JP, acredito que muita gente que se queixa, exagera. E os médicos/enfermeiros tendem a desvalorizar. O que me custa é que não tenham posto esta hipótese. Obrigado :)

    @xavi, a mangar com coisas sérias? Não admito. Hmm, na verdade pode ser.

    @Passion Addicted, há-de ser sensação que não volta! Um abraço e obrigado :)

    ResponderEliminar
  28. As melhoras, pá. Forte abraço e saudações de muita glória.

    ResponderEliminar
  29. As melhoras POC!

    O tasco não pode ficar sem a piadolas inteligentes! :D


    Caso aconteça da próxima vez, pede a alguém pra fazer aquele truque da caneta pra respirares por lá! :D


    Força! ;)

    ResponderEliminar
  30. Que susto que deve ter sido, não só a falta de ar mas tambem não saber o que era.
    Agora faz o tratamento correctamente no proximo mes, não sejas daquelas pessoas que quando se sentem melhores param de tomar os medicamentos á toa.
    Até vou torcer para o teu benfica ganhar jogos para que não tenhas mais ansiedade e não ficares roxo.(mas só desta vez)

    ps: sinto-me um pouquinho de nada mal por ter chamado uma pessoa doente de otario. Retiro o que disse e no proximo més quando estiveres forte e saudavel outra vez, chamarei de novo, desta vez sem culpa.


    As melhoras POC

    ResponderEliminar
  31. Ontem vim cá, mas simplesmente não tive tempo para ler, só mesmo de gozar contigo via feicebúque.

    A incompetência de certos médicos e o descrédito às descrições dos sintomas feitas pelo paciente ultrapassam tudo. Não é por acaso que os casos que chegam a aparecer na tv e nos jornais de negligências, maus diagnósticos, e sabe-se lá mais do quê, são do mais idiota que há. Para mim só prova uma coisa: hoje em dia são poucos os médicos que são realmente profissionais e/ou têm amor à profissão.

    As melhoras e um beijinho

    ResponderEliminar
  32. É a verdade. O mundo quer o Simão escuta! Por isso, põe-te fino para nunca faltarem posts no tasco, agora ou às 5 da manhã (sabes que eu faço parte da blogosfera de horários trocados :o)

    ResponderEliminar
  33. Que situação horrível, infelizmente às vezes não se tem sorte com os médicos e as coisas correm mal.
    Já passei por uma situação de falta de ar, nada semelhante à tua, causada por uma alergia e foi a coisa mais desesperante que me aconteceu, mas foi um acontecimento isolado, nem consigo imaginar o quão má foi a tua situação.
    Beijinhos e as melhoras

    ResponderEliminar
  34. Pois eu, chamem-lhes os nomes médicos que quiserem, acho que essa descrição que fizeste é uma das caracteristicas deste surto (de viroses???) que por aí anda.
    Sem chegar a ser tão grave como o teu caso eu andei absolutamente com os mesmos sintomas (só de sentir a tosse chegar "borrava-me" todo) e só uma grande dose de sangue frio e apoio da minha mulher me foram safando.
    Também fui a vários médicos e foram-me receitando várias "soluções" mas nada.

    devo acrescentar que onde apanhei isso foi num hospital, onde tinha ido por outros motivos (fortes dores na cervical) e o que acabou por me safar (para além do efeito de alguns (ou todos) os medicamentos que fui tomando, foi a compreensão de que nunca poderia estar a respirar pela boca (senão lá vinha a tosse) portanto aquilo que verdadeiramente me safou foi o limpar o nariz de qualquer muco e dormir algumas noites sentado.

    Actualmente apenas sobreviveu um bruto ataque se sinosite que ne dá umas dores de cabeça horríveis, mas agora até já acho graça.

    Um abraço, as melhoras (definitivas) e viva o Benfica.

    ResponderEliminar
  35. O Edema da Glote é f*****!Infelizmente,a nossa classe médica,deixa muito a desejar POC.Têm tantas caganças,que se esquecem do que é ser verdadeiramente médico.Há muita negligência e infelizmente morre gente por culpa disso.Mas lembraste de algum médico que tenha sido condenado por isso?Eu procuro sempre mais do que uma opinião,e são sempre diferentes....é o que temos.As melhoras.Espero que se resolva agora.

    ResponderEliminar
  36. @Pulha Garcia, obrigado :)

    @Anónimo 13:05, nunca pensei tanto no truque da caneta! Obrigado :)

    @2w, susto grande, espero que o pior já tenha passado. Obrigado por torceres pelo Benfica. E pela força :)

    @Não têm nada a ver com o meu nome!, obrigado. Não direi incompetência, mas sem dúvida que este caso arrasta-se há muito tempo.

    ResponderEliminar
  37. @Pusinko, fico feliz por saber isso :)

    @Cupcakke, aguentar sem respirar todos aguentamos, mas para isso é precisar ter inspirado antes ("inspira bem fundo para ver quanto tempo aguentas"), para termos reserva de ar. Outra coisa é acontecer numa fracção de segundo e não ter praticamente ar e ficar algum tempo sem se conseguir inspirar/expirar. Enfim, espero que isto melhore rapidamente, espero estar nesse caminho. Obrigado pelas melhoras :)

    @Anónimo 17:24, durmo sentado há bastante tempo, ehehe. Um abraço e obrigado.

    @Mamã de Peep-Toe, entretanto já sei que não é Edema da Glote (já calculava). Quis foi explicar o que me sucede. Edema da Glote é uma doença específica. No meu caso, como a glote é uma das áreas afectadas, ela comporta-se como na doença, ou seja, fecha-se e o ar não passa. Não invalida que um médico não tivesse obrigação de pensar nisso e de despistar melhor isto. Mais, no hospital nem análises quiseram fazer. Enfim. Obrigado pelas palavras :)

    ResponderEliminar
  38. "cheguei a ficar absolutamente sem ar nenhum, completamente roxo, com a família desesperada (...) até que, por algum motivo (...) voltava a respirar, demorando cerca de duas horas a recuperar."

    Sendo assim, porque que não foste ao hospital durante uma dessas crises? Demoras mais de duas horas a chegar a um posto de saúde (centro de saúde, clínica, hospital, linha saúde 24)?

    Se eu não conseguisse respirar e se ainda por cima tivesse família a assistir à minha asfixia, eu ia ou alguém me levaria, a correr, para um hospital! Portanto, se uma pessoa me dissesse que esperou 2 horas até voltar a conseguir respirar decentemente antes de se dirigir a um hospital, eu pensaria uma de três coisas:
    - morreu e eu estou a falar com um espírito porque ninguém sobrevive a duas horas sem respirar ou sem, no mínimo, desmaiar;
    - Está a mentir;
    - É uma drama queen.

    ResponderEliminar
  39. @Anónimo 03:04, o facto de seres anónimo e debitares estrume já diz muito. Mas já que te deste ao trabalho, também eu me dou.

    Primeiro, vai ler sobre a glote e o que ela faz. Já está? Pronto, então sabes que ela pode fechar e impedir o ar de passar, tanto pela boca como pelo nariz. Se consegues respirar por outro lado, hey, parabéns, mas eu não.

    Segundo, se ao fim dum bocado digo que voltei a respirar, é porque não morri.

    Terceiro, se demoro bastante tempo a recuperar a "normalidade", calculo que faça sentido, sendo que a garganta e a respiração ficam afectadas com tanta tosse, vómitos e falta de ar.

    Quarto, vai andando.

    ResponderEliminar
  40. Eu não ofendi ninguém (não tenho culpa que a tua mente tenha distorcido o meu comentário)e o único estrume que vejo aqui saiu da tua boca ou melhor das tuas mãos. É muita falta de educação mas eu vou respoder na mesma.

    1.º Eu já sabia o que era uma glote ainda tu não eras nascido. Aliás, isso é ensinado no ensino básico, portanto deveria ser do conhecimento geral.

    2.º Eu sou anónimo porque não quero registar-me em lado nenhum. Por lapso não pus o meu nome no comentário mas como ainda vou tempo, chamo-me António Henrique Araújo Correia Vasconcelos. Adiantou alguma coisa? Enfim, foi feita a sua vontade.

    2.º Eu fiz copy/paste do teu post (daí as aspas) onde escreveste "voltava a respirar, demorando cerca de duas horas a recuperar" (se não te lembras do que tu próprio escreveste, aconselho-te a reler o que tu próprio escreveste)

    3.º Depois de te citar, eu escrevi "se uma pessoa me dissesse que esperou 2 horas até voltar a respirar DECENTEMENTE antes de se dirigir a um hospital"

    4.º Eu não disse que ficaste duas horas sem respirar.

    5.º Só repeti o que disseste.

    6.º Eu ia agora repetir os 4 pontos anteriores mas acho que qualquer pessoa, a esta altura, já perceberu a ideia.

    7.º Eu disse o que provavelmente aconteceria se eu não conseguisse respirar e se ainda por cima tivesse família a assistir à minha asfixia (não vejo mal nenhum nisto)

    8.º Eu disse o que pensaria, se estivesse no lugar do médico e dos enfermeiros que ouvissem a tua estória (também não vejo mal nenhum nisto).

    10.º Eu apenas perguntei o que é que te impediu de te dirigires ao hospital durante as crises que, pelo que dizes no post, duravam duas horas (sim, já sei, fechava, fechava, fechava, abria, fechava, abria e por fim ia normalizando durante duas horas). Se não querias responder, estavas no teu direito mas não estás no direito de insultar quem quer que seja, onde quer que seja. Lamento, mas esses comportamentos só revelam má educação, má índole e apenas te descredibilizam.

    ResponderEliminar
  41. @Anónimo António Henrique Araújo Correia Vasconcelos, "Terceiro, se demoro bastante tempo a recuperar a "normalidade", calculo que faça sentido, sendo que a garganta e a respiração ficam afectadas com tanta tosse, vómitos e falta de ar."

    Isto a respeito do teu comentário que diz que não entendes como é que não se vai ao hospital numa crise destas (com certeza não terás lido o post por inteiro) ou que estou a mentir ou a ser drama queen.

    Parece-me, mais uma vez, lógico que se demore algum tempo a recuperar duma crise de falta de ar. Mas pareces ser médico, portanto saberás melhor que eu.

    Quanto à educação, está bem, obrigado. Não admito que me venham dizer que, ou estava a mentir, ou a exagerar. E portanto a resposta foi boa e mantenho-a.

    Entretanto, vai ver a Gabriela, parece que tem gajas boas.

    ResponderEliminar