Bola na mão ou mão na bola? Simão Escuta ensina.

No decorrer do Manchester United - Arsenal, que se disputou há pouco, temos um exemplo flagrante sobre este tema.

2 metros e meio de distância. Se não coloca a mão, leva na cara. Tem que levar?!

Desde que jogava futebol em criança que dizia: se não há intenção, até posso ter cortado uma bola na linha de golo. Não há falta. E por muito que venham com cantigas, isto é que é lógico.
Os braços não podem ser cortados. Se não forem mexidos para tentativa de desvio da trajectória da bola, então não há falta. Ponto. E se forem mexidos para proteger instintivamente a cara, não há falta. Ponto. Ou alguém tem que levar uma bolada  na cara à queima-roupa só para não ser marcada falta? Poupem-me.

E não me venham dizer que é subjectivo. Subjectivo é o tamanho do meu Menir comparado com o vosso: para umas parece a Torre Eiffel, para outras parece o Empire State Building.
É fácil perceber se um jogador mexe o braço normalmente (é a Lei da Física) quando faz determinado movimento natural, se o faz como forma instintiva de "sobrevivência" ou se o faz para alterar o jogo.

Portanto vão marcar faltas e penaltis para Madagáscar. 

Tenho dito. Nada que agradecer.


7 comentários:

  1. Não estou a par do jogo em questão, mas isso de mãos e bolas tem-me feito uma confusão desgraçada. Marca-se muita falta à toa com essa história. Se viram a "falta" também viram como aconteceu.

    ResponderEliminar
  2. Também não me pareceu penalty. Mas ya hoje em dia é sempre marcado isto. Desde que os braços não estejam colados ao corpo

    O jogo em si é que foi fraquinho. Estava à espera de mais do Arsenal. Arshavin e walcott no banco wenger????

    ResponderEliminar
  3. @Não têm nada a ver com o meu nome!, "marca-se muita falta à toa com essa história". Touché.

    @Fura-Redes, Wenger armou-se em Jesus, a inventar. Só que este ao menos tem classe e não envergonha o clube nesse aspecto.

    ResponderEliminar
  4. o melhor é não meter a mão nas bolas, pelo menos no futebol, porque no andebol já é outra coisa, ou no basquete, ou mesmo no volei

    ResponderEliminar
  5. Neste caso não há nada dizer, foi penalty.

    ResponderEliminar
  6. @B Cool,
    @► JOTA ENE ◄, estão muito espirituosos. Assim é que é. Só usem a mão se o árbitro não vir.

    @Jibóia Cega, para mim não é penalti :)

    ResponderEliminar