Provedor #2

1. A missão de provedor é uma missão invisível, desenvolvida no escuro. (Por falar em escuro, POC já se colocava uma lâmpada na sala da redacção. Quando se trabalha durante o dia não se nota muita diferença, mas à noite a música  é outra e eu gosto de saber com quem estou a dançar. Just saying...)
Não se espere que o provedor esteja sempre a intervir, pois não é esse o seu modus operandi. O provedor deve acompanhar e perceber a linha editorial.
Deve também servir Chandon à Rosa Cueca e Martinis ao POC durante o expediente. Mas não são só deveres, também tem direitos. Tem, por exemplo, direito a beber uma cerveja Sagres de 1 Litro. Sim, cerveja. Porque, dizem a Rosa e o POC, o blog não pode "viver acima das suas possibilidades" e a publicidade não chega para pagar luxos ao provedor. "É a crise!", afiançam eles.

2. Gosto de pensar que sou uma espécie de Alcina Lameiras aqui do tasco, que consigo prever o futuro. Se antes consegui ler as borras de café no fundo da chávena e prever que a chávena precisava de ser lavada, não é menos verdade que logo no primeiro post adiantei que este era "um blog que nos tira a respiração". Confirmou-se a previsão e o POC chegou a passar mal. Duas em duas! 100% de sucesso, portanto.

Recomendo a continuação do caminho feito até agora e lembro que fotografias de moças roliças desnudadas nunca serão demais. As leitoras poderão não gostar de todo, mas só o facto de poderem apontarem defeitos ás características das moças, deixa as leitoras com a sensação que a viagem não foi em vão. E o POC não quer que vão daqui com as mãos a abanar.
Iluminismo é, para sintetizar, uma atitude geral de pensamento e de ação. Os iluministas admitiam que os seres humanos estão em condição de tornar este mundo um mundo melhor - mediante introspecção, livre exercício das capacidades humanas e do engajamento político-social.  - Na Wikipédia.

4. Ficámos a saber recentemente que o vanguardista POC tem um telefone portátil novo. Ao que parece, o utensílio electrónico, é capaz de uma série infindável de operações, desde receber chamadas a efectuar chamadas. Topo de gama, portanto. Também deve receber e enviar mensagens de texto, tirar fotografias e aceder à internet. Diz que é de fino trato e aparência moderna.
Infelizmente não executa a tarefa de maior necessidade na redacção - tirar caricas às garrafas de cerveja. Falha gravíssima!
Aproveito também para educar os leitores e colegas de redacção - um pouco como o POC fez com o piaçaba. Ao contrário do que dizem, o objecto para tirar caricas não se chama "tira-caricas", "o coiso", "abre-latas", "saca-rolhas", "a cena", etc... Chama-se DESENCAPSULADOR. Pronto, agora que que está reposta a verdade sobre este útil objecto... prossigamos, mas devagar, que a luminosidade já é pouca e eu não quero esbarrar em ninguém.

5. Percebemos, eu e os leitores, que este espaço é escrito sobre o signo do roxo. É roxo quando está na Ásia, é roxo quando joga voleibol, é roxo quando fica doente. A razão, só o autor a saberá. A mim parece-me muito estranho e espero que não seja revelador de outras tendências. Não porque tenha algo contra, mas porque à noite não há luz na redacção "e eu gosto de saber com quem estou a dançar". Just saying...

6. Gosto de escrever por pontos, como uma lista de supermercado. E não sou o único - já afirmava o outro, "Put me in your supermarket list".
Gosto também de inserir expressões anglo-saxónicas nos textos. Portanto, acostumem-se. Ou como dizem os "amaricanos", deal with it.

(PS: señor b aparece, na lista de etiquetas, logo à frente das palavras sexo oral, sexo à bruta, sexta-feira e sexy. Coincidências...)

13 comentários:

  1. Oh Señor B, mas eu pensava que não existiam coincidências!

    ResponderEliminar
  2. Assim se prova que é um excelente bailarino caro Provedor.
    Penso que o ponto 5 merece uma devida reflexão e análise!

    ResponderEliminar
  3. Já passou da minha hora, apresento formalmente o meu pedido para sair.

    ResponderEliminar
  4. @Señor B, perspicaz e mordaz. Respect!
    (Será que o POC tem alguma divisão da casa pintada de roxo, tipo o hall de entrada ou assim ?!)
    @POC, o Provedor diz "algumas mulheres não gostem de todo". :)

    ResponderEliminar
  5. Eu não sou esquisita, até abro mão do Chandon, mas tens de me passar apra cá os martinis.

    ResponderEliminar
  6. Ó Señor B, passaste a ser uma das razões que não me permite deixar de vir a este.... este ... "espaço".

    As citações da Wikipedia... o desencapsulador... o roxo... o roxo que revela a verdadeira identidade do autor do blog...

    E por fim, o ponto 6, rematado com um "deal with it", usado pela minha pessoa dentro e fora da internet.

    O Señor conseguiu com que eu soltasse assim um risozito (não é um risotto!) pela manhã.

    Isto tudo para à tarde o Autor vir cá estragar o ambiente...

    ResponderEliminar
  7. Não sabia que este blogue tinha um Provedor. Mas é fraquinho.

    ResponderEliminar
  8. Se precisarem de um provador, eu candidato-me. :|

    ResponderEliminar
  9. @Aflito, teoricamente o Autor tem prioridade nesse campo, mas depois do Provador, quem sabe se não abro o Provedor. Um analisa reclamações, coisas menos próprias. O outro analisa clientes.

    A pensar.

    ResponderEliminar
  10. URS,
    E não há. :)

    Sufocada,
    Tive bons professores.
    http://youtu.be/Ik-RsDGPI5Y

    xaxi,
    Também tenho essa curiosidade. É possivel.

    Rosa,
    Fechado.

    Não têm nada a ver com o meu nome,
    Deal with it é um indicador de personalidade. :)
    Quanto ao riso, sigo a máxima "Mais vale perder um amigo do que perder a piada".

    POC,
    Não sabias porque na redacção só me tratas por "pssst, oh tu!, vem cá."
    E ninguém abre o Provedor, estou já a avisar.
    Já agora, provador não é aquele quarto onde se troca de roupa. Porque raio alguém quereria ser um quarto? Fetiche estranho... mas hey, tudo para que possamos ser felizes.

    ResponderEliminar
  11. Fosse eu a mandar e eras despedido.

    ResponderEliminar