Voltei. E estou vigilante.

Fiz uma bela viagem (documentada e publicada quando o Autor quiser) mas problemas técnicos do foro pulmonar impediram-me de escrever mais cedo. Isso e a preguiça. 
Seja como for, as eleições no Benfica merecem umas breves notas soltas. Depois voltamos à normalidade.


  • Vieira ganhou. Parabéns;
  • Rangel soube perder. Parabéns;
  • A campanha foi uma vergonha;
  • Vieira recusa-se a discutir os problemas do Clube;
  • Vieira já ganhou mais mandatos do que títulos (4-2);
  • Vieira será o Presidente com mais anos de liderança;
  • Vieira é o Presidente coincidente com o melhor período da história do FCP;
  • Votei com o B. do Gordo vai à baliza, votámos bem;
  • Os outros também fizeram estádios e centros de estágio;
  • Estamos pior financeiramente;
  • Estamos pior a nível de títulos;
  • Se Vieira disser aos 83% que o melhor é passarmos a jogar sem guarda-redes, eles assentem;
  • 3+1+50 é só outra promessa. O anterior mandato já tinha a promessa de ser o "desportivo";
  • Não é com promessas que se dirigem clubes;
  • Rangel avançou tarde;
  • Continuo a desejar ouvir o Presidente Vieira acerca da real estratégia para o Clube, gostava de conseguir apoiá-lo;
  • Carrega Benfica!

Simão, Escuta...onde andas?!

Estamos em prospecção de novos leitores.
Alguém adivinha onde?




Açores, São Miguel - contribuição do leitor

No sentido de servir sempre melhor o cliente leitor, a Gerência vai fazer uma breve viagem até à ilha de Son Miguéle
"Pára de nos usar Simão, é uma viagem para teu próprio prazer!". Hey, alto lá. Não admito estas insinuações. Esta viagem tem como único propósito a criação de um mini Diário, com uma reportagem de (fraca) qualidade sobre uma das nove mais bonitas ilhas açorianas.


Desta forma, e porque não gosto de ser um turista comum, lanço aqui um repto para que o excelso leitor , com o seu conhecimento de causa, nos ajude a preparar o roteiro pela ilha. Interessam os locais turísticos habituais mas, mais importante, aqueles que só os residentes conhecem. Se possível, aqueles locais que nem os residentes conhecem. Tópicos: Natureza, restaurantes, tascos, locais escondidos, casas de prostituição, mesas de jogo, circos e zonas de nudismo para prostitutas anãs que tenham a natureza escondida num circo.

Agora despachem-se, que isto de ficar a olhar para o monitor à espera de respostas não é espectacular.

As rimas imperfeitas do Simão Escuta

Apesar da Direcção do tasco não se rever nalguns versos, é com prazer que nos vemos retratados através de poesia, rimas, prosas e mais o diabo-a-sete.

Não admitimos ver o nome sujo do Simão Escuta envolvido num momento cultural destes, mas vá, desta vez passa.

"No estádio de cimento, no dia em que os deuses competem,
entre cores desfraldadas ao vento da agitação
dos cachecóis, palmo e meio de gente,
mãos em concha, o grito côncavo, escancara a boca:
Simão, escuta, tu és...
O que escuta Simão não o sabe ninguém.
Outras mãos em concha, em alturas díspares,
outros timbres e outros gritos,
chamando outros nomes - nem todos próprios, nem todos comuns -,
rugem mais alto, calam aquela voz.
Luta com eles taco a taco, quase os finta,
quase marca, quase se ouve. Quase podia ter ganho,
mas não ganhou.
Quando o jogo acaba e o silêncio volta,
quando os ânimos serenam e alguns humores azedam,
quando a multidão dispersa e o cimento arrefece,
uma garganta rouca, em palmo e meio de teimosia,
com as mãos em concha, ainda se ouve,
finalmente vencedora, ecoando pelo estádio:
Simão, escuta, tu és..."



Caloroso cumprimento à Uma Rapariga Simples.

Boa síntese sobre as eleições

Goste-se ou não, Luís Sobral diz algumas coisas acertadas. Esta, é uma elas:

"O Benfica ganha poucas vezes o campeonato, é verdade. Mas tal sucede desde o início dos anos 90. Nas últimas décadas, o clube festejou apenas três campeonatos. Para muitos benfiquistas, já é normal. Nasceram assim.

O clube lamenta muitas vezes a arbitragem, mas a julgar por programas de televisão e fóruns, parece que todos os adeptos são assim. Os benfiquistas apenas perdem mais vezes do que os portistas."

O resto do artigo de opinião está aqui.


E pergunto eu: porque razão o Presidente Luís Filipe Vieira nunca aceitou um debate televisivo?

Continuo a aguardar por Programas reais para o futuro do Clube, por parte de ambas as listas.

Pessoas que dizem que o exame correu mal, mas que afinal...

Estamos perante um dos maiores flagelos da sociedade. Já lá vamos.

Desde pequenos, na escola secundária, ou quando teenagers inconscientes na faculdade, temos sempre alguns colegas que, aquando dos testes, saem da sala e dizem  "correu muito mal, não sei se vou passar". 
De cara franzida e ansiedade a rodos, temem pela nota que vão ter. Dias mais tarde, alguns desses têm negativa ou safam-se por pouco. Outros têm 17. E é sobre estes alunos irritantes que nos vamos debruçar. E se forem alunas e tiverem uma copa C, debruçamo-nos com vigor.

Mas este fenómeno tem tendência a ser efectivamente mais evidente nas mulheres. 
E sim, eu sei que é bom esforçarmo-nos para termos boas notas, mas haja respeito. 

Um tipo chega à formatura e pergunta "qual é o assunto do teste de Português, qual é a obra?" e vai lá para dentro improvisar. Se passar, é o maior. Mas é normal que, atendendo à circunstância, tenha dúvidas sobre se vai conseguir ou não. É normal sair preocupado e ansioso. Mas e quem se preocupa com o que sente esse aluno ao ver uma qualquer Maria desta vida a procurar consolo nas amigas porque o teste lhe correu muito mal e depois tem um 17?

Mulheres ansiosas pela nota do exame de Direito

Aposto que alguns dos nossos leitores já fizeram esse filme. E gostam. E por isso vai sair um processo sumaríssimo contra desconhecidos.

Haja respeito! Se correu bem, diga-se que correu bem! Sem vergonhas! E se um 17 não é suficiente para aquilo que estudaram, então não façam choradinho como se fossem reprovar, mostrem apenas que estudaram para mais (e isso é muito legítimo)!


Simão Escuta: contra estudantes armados em cagões!

O Telecomando que querias ter

Um telecomando que é exclusivo aqui do tasco:


Às primeiras 24 encomendas, se realizadas entre as 16 e as 16:30 de hoje, iremos oferecer uma viagem à volta de Coina.


Simão Escuta: por um mundo melhor.

Chinês ilegal/clandestino, já foram?

Sexta-feira passada frequentei o meu primeiro Restaurante Chinês Ilegal. Aquele Gajo insistiu para lá irmos. "Ah é muitA bom, que eu falo com o Jorge Jesus". Tudo bem, disse eu. Pior que comer na selva do Norte da Tailândia não há-de ser, pensei eu.


Fica ali entre a Mouraria e o Martim Moniz. Não há publicidade exterior, como se calcula. Lá dentro uma fábrica de chineses a servirem refeições ilegais, mas curiosamente sem terem chop-suey de gatinho porco.








Tem uma ementa e um bloco de facturas onde apontamos o que queremos.



Não fiquei impressionado. Aquele Gajo quis pedir Gyosas. No mínimo, estavam más. Deu-me ideia que um dos chineses tinha falecido com cebola podre na boca e o tinham cortado às postas e feito as Gyosas.
Depois pedimos um prato mais normal e safou-se. Mas a isso juntámos um outro prato duma massa transparente com caranguejo (seria?!). Isso sim, foi pior que comer na selva.


E vocês, já foram a algum chinês ilegal? Gostaram?

Vieira: com Rangel, acaba-se o mel (vernáculo a rodos)

Com este post, pretendo candidatar-me a não ser mais convidado para eventos oficiais do Benfica. Mas é o preço de ter opinião.

Sou contra a actual gestão, mesmo que veja muita coisa boa pelo meio. Mas habituei-me a ser exigente com o meu Clube, e é assim que continuarei a ser, sob pena dum dia perdê-lo como o conheci.
Não venho defender Rangel, venho defender termos alternativa. Agora ao menos deixem o homem tentar.

Há tempos fiz um apelo ao Presidente, pedindo para me esclarecer nalguns pontos da sua gestão. O pedido não foi atendido até agora, portanto o meu voto neste momento está em branco. Sem precipitações pela escolha da Lista A ou Lista B, porque quero o melhor para o meu Clube. 

"O Benfica voltou a ser um clube ganhador", disse ontem o Presidente (e que parece-me ir sê-lo por mais 4 anos). Não 3, mas 4 anos, pois pelo meio houve o Golpe Estatutário - com as conversas do costume, enganou os sócios "tapados" que acreditaram na lenga-lenga de há 3 anos atrás. 
Vamos lá ver se entendemos uma coisa: gostamos muito de Modalidades e agradecemos o empenho lá posto, mas queremos é ver o Benfica ganhador no futebol. E com saúde financeira. Dois aspectos onde, ao fim de 11 anos de Vieira, não vemos.

11 anos com 2 campeonatos, 1 Taça e 4 boas prestações europeias.
O Sr. Vieira que olhe para o lado da 2ª Circular e encontre diferenças. Pois, infelizmente são poucas. Sim, é verdade que para os viscondes, estarem na nossa posição é equivalente a serem tri-campeões europeus. Mas isso não me chega. Não gosto de olhar para baixo, mas sim para cima. E em cima está o clube que não queremos (o Sistema existe e é real, mas não justifica tudo) e muitos outros clubes europeus.

Mais grave: os discursos populistas, demagogos e falsos do Presidente. 
No final da época 2010/11 veio, indirectamente, acusar Rui Costa (e dares um murro na mesa?) de ter sido o responsável pelo fracasso da época. E que 2011/12 seria ele a mandar, para conquistar. E foi o que se viu. Mais do mesmo. 
As situações lamentáveis são mais que muitas, teria que cansar o leitor a comentar cada uma delas. 

Ainda assim, lamento a conversa habitual do "olhem para Vale e Azevedo". Fodasse, a sério, já chega. Sócios: deixem de olhar para o pior, tivémos muitos presidentes com valor, porque razão havemos sempre de comparar alguém com o pior? Isto é ser pequeno! "Antes assim (sem títulos) do que outro Vale e Azevedo". Mas quem disse que só existem Vale e Azevedo e companhia? Quem caralho, quem foi o otário?

E José Eduardo Moniz ao lado de Vieira, é para rir? "Ahhh, que grande benfiquista, a colocar-se à disposição...". Fodasse, à disposição estou eu! 
Sou o único a achar estranho um homem estar contra Vieira há 3 anos e agora, que tudo piorou (finanças e sucesso desportivo), dizer que apoia porque o que se passou na Assembleia foi vergonhoso, que não se insulta um Presidente e tal? Onde estava Moniz durante a Assembleia? Foi a Moura Guedes que lhe fez o telejornal lá em casa? Que raio de argumento é este?

"Ah, mas o Veiga apoia o Rangel". E então, caralho?! O Benfica é enorme, está cheio de gente boa e má, uns apoiam aqui, outros ali. Há de tudo! E para que conste, Veiga é mais benfiquista que muitos que lá andam hoje! Foi com ele que tivémos um balneário fantástico, unido e blindado em 2004. Perguntem ao Trapattoni! Foi o próprio Vieira quem o convidou na altura.

Cansei. 2 campeonatos em 11 épocas. Para mim não dá. Zero sucesso desportivo e mandatos renovados uns atrás dos outros. 

Oh POC, deixa-te de tretas, em quem vais votar?
Até agora, em branco. Se Rangel não demonstrar ser pior que Vieira, então sim, terá o meu voto. E acreditem, não é preciso muito para estar a seu lado. Já deu a bicada (nunca foi sócio dos rivais, não aceitou convites para se calar e ir parar à lista de Vieira como Moniz fez), agora chega, agora é hora de discutir o Benfica! Mas se por acaso, nessa discussão, Vieira mostrar ser um vencedor e explicar a sua gestão, então puta que pariu esta merda, ganhará o meu voto!

Diário na Ásia e Piada Farsola - resolvido!

Em dia de aniversário, e com o contributo do emissário especial perto do Chinês Ilegal da Mouraria, estão restaurados os links tanto do Diário na Ásia como da Piada Farsola.

Agora com licença, que o Festival do Cano espera-nos.

A leitora despe-se por um mundo melhor?

Na continuação das comemorações do 24º aniversário do tasco, que faz hoje 1 ano, a Gerência vem desafiar as leitoras a contribuírem para a já tão proclamada causa "Simão Escuta: por um mundo melhor".

Dito isto, fica o desafio lançado para que cheguem ao simaoescuta@gmail.com, e até ao final do dia, fotografias originais das leitoras em topless. Imprescindível será a marca Simão Escuta e/ou POC estarem presentes.

Não contribuir é não dar valor a causas importantes. É menosprezar tudo o que o Autor fez ao longo do último ano.

1 ano de Simão Escuta - estamos de parabéns. Ou não.

É com a voz embargada que escrevo este post. Foi há precisamente um ano que decidi abrir esta espelunca. E é o que se vê: baixo nível a rodos. É pois, com o sentimento de dever cumprido, que olho para trás.

Ainda hoje me perguntam "Como começou? Porquê "Simão Escuta"?" Podem ver aqui a resposta a essas perguntas. 

Foi um ano duro. A equipa do tasco é alargada, sim, mas muito ocupada. Entre mim, o Autor e o próprio Simão Escuta, é preciso servir ao balcão, limpar, acudir clientes embriagados, comprar minis e tremoços a crédito e muito, muito mais.

Nem sempre os posts são divertidos. Calculo que seja esse o maior motivo para que alguns de vocês voltem aqui, mas é efectivamente difícil brindar-vos diariamente com algo interessante. Por duas grandes razões:
- porque não sou interessante;
- porque não sou divertido.

De qualquer forma, realço o Diário na Ásia como um ponto a favor no meio deste antro. Curiosamente, tenho ideia (e também a estatística e os comentários) que a maioria não o leu, ou melhor, "passava por cima" dos posts do Diário. Mas foi algo que me deu prazer escrever na altura, no próprio dia dos acontecimentos. Apesar do menor interesse demonstrado por vós, terei uma boa recordação da viagem, é o mais importante.
Entretanto, posso adiantar que existem algumas viagens mais ou menos planeadas, umas maiores, outras menores. No próximo ano conto trazer-vos o Diário na América do Sul.

Simão Escuta em números:
- 316 posts;
- 202.000 visualizações;
- 154 seguidores;
- 4513 comentários;
- 390 Likes no Facebook.

Fraquinho, é verdade. Mas é o que temos. Ainda assim, gosto de acreditar que os leitores que temos são acima da média, inteligentes e perspicazes. Caso contrário achar-me-iam apenas parvo. 

TOP 3 com mais visualizações:

Agradeço aos bloggers que têm este site referenciado e a todos os leitores que me dão vontade de continuar, mesmo quando o tempo escasseia ou a vontade não me invade a alma.


Um abraço sincero.

POC

Não sabia que temos fãs

A leitora Elsa fez-nos chegar esta imagem, provavelmente devido às constantes queixas por parte de alguns mal habituados clientes.


Está em Inglês, porque a Elsa deve ser chique. Eu sou mais terra-a-terra, por isso deixo a tradução:
- o Simão Escuta, apesar da pouca qualidade, é o melhor blogue do género bipolar, não vale a pena negar.

Um abraço aos haters.

O Simão tem Visão

Comecei a utilizar o cartão de crédito à bruta e deu nisto. 

Não sei como vos dizer. Quer dizer, sei, mas não consigo. Se ao menos me pudesse exprimir através duma dança, podia mostrar-vos os passos do Saturday Night, da Whigfield. Adiante.

Após diversas reuniões de Administração, na presença da Gerência e do Autor, foi deliberado em Assembleia-Geral que, em virtude dos tempos que atravessamos neste bonito País, teríamos que, e a facção puritana deste espaço que me perdoe, baixar as calças à publicidade. 


Foi uma decisão ponderada, amadurecida e acompanhada de bifanas das rulotes da Luz.
Estamos com dificuldades de tesouraria. Os clientes só sabem pedir minis, cuspir tremoços e delapidar o património do tasco. O Provedor não escreve desde que existe Provedor do Leitor. Não recebe, não escreve, compreendo. As patinadoras russas não andam de mesa em mesa, porque não há dinheiro para fazer manutenção aos patins. Enfim, o meu cartão de crédito salvou diversas vezes este espaço, mas até ele disse basta. Não foi ele, foi o Sr. Carlos Costa, do Banco de Portugal.

Por € 200.000 / mês, iremos ser patrocinados pela Visão Desportiva. Eles dizem que pagam. Se não o fizerem, serão aqui achincalhados, e dar-me-ão assunto para mais um post - o que pode nem ser mau, é que às vezes é difícil arranjar assunto.


Calma Anónimo, calma. A publicidade não vai ofender ninguém. Ali à direita terão um feed de notícias da Visão Desportiva. Só carrega quem quiser (quando uma notícia vos chamar à atenção, basta carregar na mesma e serão encaminhados para o seu detalhe). 
Poderão ler notícias e crónicas desportivas, sejam elas acerca dos golos do Lima, das assistências de Pablo Aimar, dos pudéramus de Jorge Jesus, do próximo treinador despedido pelo Sporting de Lisboa e, espero eu, de fruta e café com leite.
No fundo é um agregador desportivo de qualidade (a sério, eles pagam-me para dizer isto), um projecto recente que se espera que seja de sucesso (quero 24% da sociedade). 

Bem-vindos e que o Simão Escuta possa fazer cenas por vocês. Ou ao contrário.

Na última sondagem, só 11 pessoas votaram em transferir € 1, sendo que um deles fui eu. Agora está aqui a paga.

Apoio esta causa (mas sem aquele tipo)

Todos sabem que nós, no Simão Escuta, apoiamos minorias (por sermos anões). Mas neste caso não podemos deixar de fora uma maioria silenciosa e que tanto serviço público presta ao País. Um minuto da vossa vida poderá fazer a diferença para um senhor do Uganda que tem um furúnculo sexual.


Conheci esta causa no sítio certo.


Simão Escuta: por um mundo melhor e com mais requinte. E sem aquele tipo do vídeo. A sério, até eu com os meus abdominais trabalhados, faço um show mais atraente (poderão consultar o email do tasco a pedir valores. Também fazemos baptizados, casamentos e funerais).

Jantar na casa do Simão Escuta é assim

Esta semana recebi ilustres convidados em minha casa. Gente da mais fina classe, gente da alta sociedade, alguns bastante conhecidos da imprensa nacional.

Deixo-vos o convite que lhes fiz.


Sim sim, é muito em cima da hora, mas paciência.
20:30 hoje, Rua do Simão Escuta, nº 24, Serapilheira da Serra. Vão ao Google e/ou GPS.

Este sábado fui forçado a organizar um jantar porque "não conhecemos a tua casa". E portanto é hoje, porque a Diana amanhã volta para Cabo Verde e ela merece. 

A casa ainda não tem todas as condições, mas o Jota arranjou duas mesas (absolutamente rEdículas - mais feias é impossível) e o sistema vai ser: 
- Rolo de carne e Pizzas (Sofia e Leo confeccionam) em cima da mesa, vocês, seus palermas, sentam-se à volta, em cadeiras e bancos arco-íris e comem. 
Quem:
- sujar, limpa. Na minha casa é assim;
- não gostar de rolo de carne, come erva do prado e fruta.

A Gerência agradece que levem:
- bebidas;
- sobremesas;
- entradas;
- salada.

Não gastem muito dinheiro, porque eu também não.

Atenção: atendendo ao timing apertado, exige-se resposta até às 15:30. Quem não o fizer, está fora. Comigo é assim, escusam de mandar vir. É preciso perceber a quantidade de participantes para tratar do manjar.
Não se atrasem, é dia de semana e quanto mais rápido se forem embora, melhor.

Quem quiser levar o rapaz ou rapariga com quem andam a dormir, tudo OK. Mas não comem.

200.000 visualizações, o Sporting e o Inquérito. Que futuro para o tasco?

Ultrapassámos hoje as 200 mil visualizações, estando mesmo muito perto do primeiro milhão. Números que, parafraseando um amigo, mostram que, a nível de blogues nacionais, temos a mesma hegemonia que o Sporting de Lisboa tem para o futebol: nenhuma.

Posto isto, e comprovando pela estatística que estamos perante um dos piores blogues a nível nacional (mas o melhor de Serapilheira da Serra), a Gerência do Simão Escuta vem fazer um novo inquérito aos seus leitores.

Como já deverão ter reparado nos vossos calendários, esta semana aproxima-se a grande data do Calendário Maia, da Maya e do Anónimo: o 1º Aniversário d'O Tasco.
Desta forma, e querendo sempre o melhor para o leitor, serve o presente para vos perguntar directamente:

1 - Como deveria ser o aniversário do Simão Escuta? 

2 - Que desejam ver no próximo ano de blogue? Mais anões? Mulheres nuas? Posts só às quartas-feiras? Outros escribas? Mais ironia? Mais bom gosto? O fecho do tasco?


Que a caixa de comentários seja a vossa pia num dia de aflição.

Correio do Leitor: no casamento com um notável

Um dos nossos leitores relatou-nos uma história curiosa, a qual deixo aqui (não me responsabilizando pela veracidade da mesma).

Tive oportunidade de estar presente num casamento dum amigo. Pelo meio, "conheci" um dos notáveis da nossa Praça. E é sobre ele que falo.

Imaginem um daqueles tipos que aparecem nas notícias, conhecido, cheio de dinheiro, envolvido em corrupção de milhões. Agora imaginem um taco de pia, armado em bom e engraçado, ridículo, mau aspecto e efectivamente muitos milhões.

Momento 1: na Igreja

Quando os miúdos começam a percorrer a Igreja a recolher oferendas, este sujeito levanta-se e sai mais cedo. Coincidências.

Momento 2: no Copo-de-Água

Num dos espaços comuns, leva o seu indicador ao ouvido esquerdo e escarafuncha-o (é o termo correcto), provavelmente à espera de achar petróleo. De seguida contempla o seu dedo, deita fora detritos e volta a realizar a difícil operação. Isto enquanto falava com outros convidados.

Nos entretantos, ofereceu um cheque chorudo aos noivos, cheque esse pago por todos nós.


Quando um bandido rouba umas centenas ou milhares, vai preso, a sociedade recrimina-o, olha-o de lado. Quando se roubam milhões, anda-se na rua, de cabeça erguida e sem ninguém enxovalhar esta gente. É triste.


E Portugal é isto.

C'stiano Rónaldo - melhor do mundo é ele

O meu amigo B. falou hoje sobre quem seria o melhor jogador de futebol do mundo da actualidade. Acho que consegui resumir bem a coisa:

- Falcao é o melhor ponta-de-lança do mundo;
- Azeiteiro é fantástico e o melhor jogador do mundo;
- Messi poderá ser o melhor da história, e é, no mínimo, estratosférico, não se podendo comparar com azeiteiros e companhia.

O resto é patriotismo desmedido.



Nota da redacção: se alguém não souber que o Azeiteiro é o C'stiano Rónaldo, fecho o tasco.

Regresso ao Futuro - Portugal na vanguarda

Lembram-se do filme? Bem giro ir ao futuro e voltar com os números da lotaria. 
Pois bem, desta vez não foi Michael J. Fox que foi ao futuro, foi mesmo um dos nossos quase leitores.

"Quase leitor? Mas que espécie de leitor é essa?", pergunta o inquieto e assíduo leitor. 
"Um quase leitor é aquele tipo que diz que vem cá, que conhece, mas na verdade nem sabe que o tasco tem minis à descrição", responde o Autor. 
No fundo, um tipo que tem as prioridades da vida trocadas, acrescento eu.

Ora bem, o quase leitor enviou, para a Redacção do tasco, uma fotografia tirada esta tarde, a qual nos remete automaticamente para um dos filmes da trilogia do Regresso ao Futuro.
Para quem perceber primeiro onde está o Regresso ao Futuro, recebe, na compra da 1ª mini gratuita, a 2ª de borla.


Hmm...que dia é hoje?!
Quanto à Le Bon Gourmet, talvez fosse boa ideia elucidar-nos sobre o que se passou aqui...


Simão Escuta: por um mundo melhor. E sem aldrabices.

Atenção: A EMEL está a cobrar a dobrar

Imaginem que precisam parquear a viatura. Agora imaginem que existe um parque pago. Esse parque, será, na maior parte das vezes, da EMEL.
Vocês chegam, lançam um "...d@§§€, não há lugar em lado nenhum, lá vou ter que dar dinheiro a esta gente". E entretanto entram no parque e tentam encontrar um lugar consentâneo com o vosso status.

Até aqui tudo bem. Basicamente a EMEL anuncia que faz assaltos à mão armada se entrarmos no parque, e nós aceitamos. O pior vem depois. E é aqui que lanço o alerta:

A EMEL está a cobrar em duplicado! E porquê? Porque tem arrumadores dedicados nestes parques. Ninguém me tira da cabeça que aqueles indivíduos que vejo nos parques a pedir "uma moedinha" depois de darem um enorme ridículo contributo para eu conseguir encaixar a viatura no lugar, são na verdade funcionários EMEL à paisana. Ou seja, pagamos o ticket do parquímetro e depois ainda pagamos mais 50 cêntimos ao arrumador, para garantir a segurança da viatura. Um escândalo.


Meus amigos: eu não tolero isto. Nem colaboro. Portanto ninguém recebe euros! E se a minha viatura sair ilesa, a dentatura deles também sai.


Reenvie já a 10 dos seus contactos nos próximos 0.24 segundos, senão algo de mau pode suceder a si ou alguém da sua família.
Um dia um senhor de 124 anos leu um post no Simão Escuta e não o encaminhou aos seus amigos. Passados alguns anos acabou por ter morte natural.

Tirem, portanto, as vossas conclusões.

Notícia Flash: quem paga?

Depois da derrota de ontem, já sabemos: quem vai pagar tudo isto é o Sporting...

Newsletter (oficial) Benfica - Barcelona

A sério que estou a começar um post com "a sério"? É verdade.

Isto para vos mostrar a forma como, oficialmente, o Benfica lida com a derrota de ontem. Quem vê a diferença entre as equipas (não do Benfica para os outros, mas do Barcelona para todos), não consegue disfarçar um sorriso nos lábios por ver tamanha superioridade descrita como "eficácia".
Em termos de remates, não ficámos muito diferentes. Ficou foi a sensação de que se fosse necessário, marcavam mais um golo.


Mas hey, é normal que se escreva aquilo...

Comentário elevado a post #6 - doping na Luz

‎"OFFICIAL UEFA NOTIFICATION: todos os jogadores do SLB intimados para o controlo anti-doping! É impossível passar 90mins a CHEIRAR e não acusar nada.. "

Por Grito Falante.



Há que ter fair-play. Foi uma rabia do camano.


Benfica - Barcelona, equipas oficiais

E porque só o Maior interessa, deixo-vos a equipa do Benfica que vai subir ao relvado mais logo:


Notícia Flash: (aposta) FIFA a um passo

O Autor está a ganhar 4-0 ao seu amigo inergúmeno. Só falta .|., perdão, 1.
Desta forma, um leitor desta pocilga irá receber, muito em breve (esperamos todos nós), um exemplar do FIFA13 para a Playstation 3.


Mais info aqui.

Simão Escuta vai ter uma Frota

Com o intuito de prestar sempre um serviço de qualidade ao seu leitor, o Simão Escuta vai avançar para a compra de 24 automóveis destes, os quais ficarão à disposição das senhoras deste tasco.

"Das senhoras?! Mas isso é dar pérolas a porcos!". Wowowo-wowo, Anónimo, calminha aí que eu nem sequer te admito um coisa destas. 

Atentem na explicação.
As senhoras ficarão sentadas no lugar do passageiro, enquanto os homens farão a dança do acasalamento. Desta forma, as senhoras poderão escolher com quem querem dar "uma voltinha".

Será mais ou menos assim:


"Ah, oh Simão, já vimos isso no Facebook há 2 anos! És mesmo atrasado!".

"Faça só aí uma rúbrica"

Vamos lá começar por colocar os pontos nos i's. Ou, neste caso, retirar a acentuação da rubrica.
Então é assim: não existe rúbrica. Só existe rubrica. É uma palavra de acentuação grave, logo lê-se rubríca e não rúbrica.
É que as palavras graves, ou palavras paroxítonas (sim, paroxítonas - existem Fundações que recebem dinheiro para dar cultura, o Simão Escuta recebe insultos), terminadas em "A" não são acentuadas, uma vez que o acento tónico  recai na penúltima sílaba.

Resumindo: seja uma assinatura em formato reduzido, ou um artigo dum jornal ou televisão, estamos sempre na presença duma rubrica.

Portanto se alguém vos disser "ah, está um lindo dia, preciso só que me faça aqui uma rÚbrica", vocês poderão responder "olhe, estou cansado disto tudo e de ter de assinar duma forma que toda a gente sabe mas eu não. Por isso adeus".

E isto leva-nos para outra questão: fazer uma rubrica em vez duma assinatura normal. Teremos todos que ter uma rubrica?
Quando era miúdo, bem tentei ter uma. Pegava na caneta e fazia uns riscos marados. Às vezes, quando o Benfica não ganha, ainda pego num papel e volto a tentar, mas depois ele fica ensopado e tenho de parar.

Vejam a do centro, uma verdadeira rubrica!!! É de homem!

Será que ter uma rubrica (de assinatura) transforma essa pessoa num ser superior?
Será que já não vou a tempo de criar a minha?
Será que Messi amanhã vai escangalhar a defesa do Benfica?

Estes são, para mim, um, alguns dos grandes mistérios da humanidade.