Estar "biruta" - toda a verdade

A Mamã diz que eu a deixo "biruta" da cabeça. É uma questão pertinente e que nos leva a procurar, no âmago do Anónimo, o que está por trás desta expressão.

Após alguns meses de investigação, pude confirmar que biruta é, em Português de Portugal, uma manga de vento.


Ora, pelo que percebo, a Mamã sente que a deixo como uma manga de vento: ora vai para ali, ora vem para aqui, ora está calma, ora se ergue, qual furacão.

É bom saber que contribuo para a sua constante actividade intelectual. Mas apesar de agora tudo fazer sentido, custa-me imaginá-la assim:


Aguenta Mamã, quiseste ter um filho mas não podias adivinhar o que aí vinha. É a vidinha.

6 comentários:

  1. Esses bonecos assustam-me.
    Pronto, já desabafei.

    ResponderEliminar
  2. Sabes, um dia a tua mãe vai ser avó dos teus rebentos e vai rir malignamente por te ver tornado, também tu, num biruta! muaahhahh

    ResponderEliminar
  3. Eu disse isso?Eu?Estás a fazer confusão filho.Filho?Não,não sou eu....

    ResponderEliminar
  4. wow, serviço público! nunca pensei que biruta fossem essas mangas de vento. e no fundo, até faz sentido.

    ResponderEliminar
  5. Pobre mãe... a minha diz que a deixo Tan-Tan o que também é uma expressão para a qual não encontro definição.:)

    ResponderEliminar
  6. Quando a minha mae é má para mim, eu digo que quando for grande ponho-a num lar daqueles em caves em que amarram as pessoas e alimentam-nas só com coves.
    Depois dou um sorriso macabro.

    ResponderEliminar