Melhores livros 2012 em votação

Caros consócios,

Em virtude de Vercauteren já ter sido despedido pelo Treinador de Treinadores, proponho que nos concentremos em cultura, ao invés de falarmos mais uma vez de viscondes. 

Quais foram, para vocês, os melhores livros do ano? 
Ajudem-me a enriquecer o meu espólio cultural com a vossa prateleira. Quer dizer, não era bem isto que eu queria dizer. Basicamente votem, na caixa de comentários, naqueles que vocês julgam terem sido os melhores livros de 2012. 

Ah, só uma coisinha: se alguém disser o livro dos vampiros, arrebenta a bolha.


18 comentários:

  1. espera, mais um!

    Servidão Humana -Somerset Maugham

    ResponderEliminar
  2. porra! enchia-te a caixa de nomes :)))) :b

    ResponderEliminar
  3. Tem um sniper a postos para o caso de alguém falar no livro do Rodrigues dos Santos.

    ResponderEliminar
  4. agora, já recomposta da noticia do meu querido scp, releio o teu pedido e acho que fiz merda... tu querias livros lançados em 2012?... (ups...)

    que se lixe, estes foram dois dos muitos livros em que adorei mergulhar no ano passado, e olha que eu nem sei nadar :))))

    leio agora, também de Gogol, o Inspector!!!! Bravissimo! de mijar a rir :)))

    pronto, agora vou e não te incomodo mais nas próximas 4 semanas :)

    ResponderEliminar
  5. A triologia da Bela Adormecida,ou seja:
    - O despertar da Bela Adormecida
    - O Castigo da Bela Adormecida
    - A Libertação da Bela Adormecida
    de Anne Rice....
    hehehehehe é do best :)

    ResponderEliminar
  6. Overcoming Anger and Irritability, Dr William Davies
    Wimbledon: 101 Reasons to Love Tennis's Greatest Tournament, David Green and Mary Tiegreen
    Beating Anger: The eight-point plan for coping with rage, Mike Fisher
    Beyond Anger: A Guide for Men, Thomas Harbin
    Centre Court: The Jewel in Wimbledon's Crown, Steve Jamison
    Winning Ugly, Brad Gilbert
    The Unbeatable Boys' Book: How to be the Ultimate Champion, Huw Davies
    Angry All the Time: An Emergency Guide to Anger Control, Ronald T. Potter-Efron

    ResponderEliminar
  7. intermitencias da morte-saramago.
    não matem a cotovia-harper lee.
    apanhado no campo de centeio-salinger.

    ResponderEliminar
  8. O Guia de Nova Iorque, conta?
    Ass: Uma Americana ;)

    ResponderEliminar
  9. @nAnonima, obrigado! Também pensava avançar com post sobre os melhores livros de sempre. Quem sabe ainda sai.
    Nada de ausências por mais que 4 horas.

    @Shadows, tenho o Anónimo na mira. Quer dizer, a postos.

    @Hathor, obrigado. Espero que não sejam para adormecer.

    ResponderEliminar
  10. @Aquele Gajo, tiraste isso donde?

    @a mulher certa, bem-vinda e obrigado.

    @Anónimo 10:28, se conta! Das melhores obras literárias de sempre.

    ResponderEliminar
  11. Só para te lixar a coluna:

    Em dose menor, Cloud Atlas.


    Em dose cadeira de rodas, A piada infinita, David Foster Wallace.


    Retive 2012 como o ano em que os li, não o ano em que foram escritos.

    ResponderEliminar
  12. @Mak, o Mau, obrigado. Tenho que melhorar neste aspecto. E há que começar por ler muito do que compro e, por um motivo ou outro, não concretizar.

    ResponderEliminar
  13. a segunda guerra mundial de antony beevor.

    para quem gosta do género.

    ResponderEliminar
  14. @Anónimo 06:03, obrigado. Qual é o tema? :)

    ResponderEliminar
  15. não li clássico nenhum no ano passado (este ano ponho a leitura em dia, juro!) mas olha, deixo-te aqui a minha singela sugestão do livro que mais gostei de ler em 2012: "we need to talk about kevin" de lionel shriver, a obra que inspirou o filme. gostei bastante, não o consegui largar durante duas semanas até ter sorvido as mais de 400 páginas. recomendo!

    ResponderEliminar