A Justiça às vezes é estranha


Há dias fui parar à PSP. O caso podia ser bastante grave e só não teve outros contornos porque realmente era um caso banal.
A minha entidade empregadora (salvé) necessitou dum Legal Representante para, lá está, representar a empresa num processo que moveram contra nós.
“Precisamos de alguém para ir à PSP, parece que nos moveram um processo. O rapaz tem de ir lá responder às perguntas dos tipos.”
“Manda aquele…o anão, pode ser que tenham pena dele e tudo.”

Levei uma credencial para comprovar que podia “falar” em nome da empresa e lá fui eu. Fizeram-me umas perguntas e eu dei umas respostas. E depois apareceu um “olhe, vai ser constituído arguido, não se pode ausentar do País sem comunicar, etc. e tal”. Depois o senhor agente começou a ler os meus direitos e pôs-me as algemas. Quer dizer, esta última parte pode não ter sido exactamente assim, mas pareceu. Até porque as algemas não servem aos anões. O senhor agente utilizou pulseiras Power Balance.

“Então mas eu só venho em nome da empresa, não tenho nada que ver com isto. Aliás, tirando aquela vez há 20 anos, em que fiz a minha mana acreditar que a tínhamos recolhido dum caixote do lixo e que não éramos sua família, não sou aldrabão.”
“Ah pois, mas as leis são assim.”
“Não não. Quanto muito é o chefão da sociedade que deve ficar como arguido, não eu.”
“Sim, mas o Pinto da Costa continua aí solto, não é? Alguém tem de ir dentro.”
“Ah, pois. Então boa tarde e obrigado.”

Entretanto o caso era tão grave que passados mais uns dias foi arquivado. E eu voltei a ver a luz do dia. Foi duro reentrar na sociedade, mas aqui estou eu.

18 comentários:

  1. Ou seja, queriam foder o mexilhão, como já vem sendo habitual neste cantinho.

    Os pulsos dos anões são proporcionais ao seu tamanho (dos anões, isto é)?

    ResponderEliminar
  2. Agora até me senti culpada das vezes que gozei contigo. Eu em pilhérias e tu no sofrimento do cadafalso.

    ResponderEliminar
  3. há tempos, um filho da puta quase me colocou uma faca ao pescoço. não calculas, caro POC, a quantidade de vezes que já fui a Tribunal repetir, vezes sem conta, a mesma lengalenga, mesmo tendo sido apanhado o cabrão cinco minutos depois pela psp e ainda com a faca... a justiça é uma coisa muito bonita, eu gostava era que me deixasse em paz...

    (ainda chegaste a apanhar o sabonete? :b)

    ResponderEliminar
  4. Portanto, a tua entidade patronal atirou-te para a frente das balas...com esse tamanho. Tipos corajosos, esses.

    ResponderEliminar
  5. @Pseudo, na verdade eles não tinham algemas, tiveram que usar aquelas Powerbalance. Aliás, se calhar vou acrescentar isso ao artigo.


    @Uma Rapariga Simples, tens uma maneira esquisita de falar.

    @nAnonima, exacto, quem segue a Justiça é que tem aborrecimentos. Quem fica mal é quem tem aborrecimentos.
    Sobre sabonetes, a minha macheza não permite essas coisas, já devia saber.

    ResponderEliminar
  6. @CM, vai sair inquérito disciplinar. Não admito esse tipo de comentários aqui. De noite e ao longe tenho praticamente 184 cm.

    ResponderEliminar
  7. @Mamã de Peep-Toe, que o Pinto da Costa visse o sol aos quadradinhos. Ele e os senhores que, alegadamente, roubam milhões de euros aos bancos e nós ficamos a pagar.

    ResponderEliminar
  8. Já dizia o Manuel João Vieira. Todos os Portugueses deviam ser presos pelo menos uma vez na vida.

    ResponderEliminar
  9. @Pulha Garcia, se ele disse, é porque devíamos. Vou roubar uma laranja ali à esquina. É provável que seja condenado à solitária.

    ResponderEliminar
  10. @Fada Sininho, Pónei/Bambi...? Afinal andas na blogosfera?

    ResponderEliminar
  11. LOL! Sempre quis ser o Bambi (tirando aquela parte desagradável de ver a mãe bambi numa morte excruciante...)

    ResponderEliminar
  12. Então pá, vais pá choldra e não avisas!? Eu tinha-te levado tabaco.

    ResponderEliminar
  13. POC, se tu fosses dentro quem é que tomava conta aqui do tasco. esta é a questão que me preocupa!

    DN

    ResponderEliminar
  14. @Fada Sininho, até a minha mana me ligou ontem a perguntar o que se passava :)

    @MisS, trocamos isso por Petazetas.

    @DN, parabéns, é a única pessoa realmente preocupada com o que importa.

    ResponderEliminar