Nunca perdi um jogo, apenas fiquei sem tempo

Quem o diz é Michael "Air" Jordan, o génio dos relvados de basquetebol. Faz hoje 50 anos, quase meio século de vida. Um dos maiores desportistas da história. O homem que, aquando da primeira retirada, me fez ir à loja de informática das Galerias do Alto da Barra para comprar um jogo de computador dele, ainda em disquetes, salvo erro. Era um puto, mas queria guardar uma "recordação" dele.

É um senhor. Aqui ficam algumas das suas grandes frases, numa boa reportagem do Mais Futebol


«Para se aprender a ter sucesso tem-se primeiro de aprender a falhar.»

«Todos têm talento, mas a capacidade exige trabalho árduo.»

«Falhei mais de 9000 lançamentos na minha carreira. Perdi quase 300 jogos. Por vinte e seis vezes foi-me confiado o lançamento decisivo do jogo e falhei. Falhei vezes e vezes e vezes na minha vida. E é por isso que tive sucesso.»

«Se estás a tentar atingir algo, irá haver obstáculos. Eu encontrei-os; todos os encontram. Mas os obstáculos não têm que travar-te. Se correres em direção a uma parede, não voltes para trás desistindo. Descobre como subi-la, atravessa-a, ou faz por isso.»

«Nunca olhei para as consequências de falhar um lançamento importante... Quando se pensa nas consequências pensa-se sempre no resultado negativo.»

«Eu jogo para ganhar, seja em treino ou em jogo a sério. E não vou deixar nada intrometer-se no meu caminho e do meu entusiasmo competitivo para ganhar.»

«O talento ganha jogos, mas o trabalho de equipa e a inteligência ganham campeonatos.»

«A parte boa de ser famoso é poder ajudar pessoas. A parte difícil é termos de estar todos os dias bem dispostos porque é isso que as pessoas esperam. Aprendemos a ser bons nisso.»



Eterno 23.

13 comentários:

  1. 50 anos são "quase meio séc de vida"?
    SL

    ResponderEliminar
  2. @Anónimo SL, nem mais. Tal como uma dupla de cantores de 25 anos fazem quase meio século de carreira juntos.

    ResponderEliminar
  3. Este homem é grande. Deve ter sido por isso que escolheu o basquetebol. :)

    Agora mais a sério. Excelente atleta. Não perdia os programa de basquetebol da RTP2 no fim de semana para saber o que o homem andava a fazer. E fiz algumas noitadas a ver os playoffs e finais. Valia a pena.

    ResponderEliminar
  4. As pessoas verdadeiramente importantes são assim; são humildes e reconhecem as dificuldades; sabem que têm todos os olhos postos em si e por isso dão o seu melhor e mostram-se como bons exemplos; o melhor da fama é mesmo poder ajudar pessoas. Não é fácil, não é para todos.
    Enquanto os falhados desistem,os vencedores insistem.
    Muitos parabéns MJ.
    Muito bom post POC!

    ResponderEliminar
  5. Tu que és da zona da linha POC, deverias saber que havia uma rádio, acho que tinha o emissor em Oeiras, das forças armadas americanas, que transmitia os jogos da nba, nomeadamente os finals e não havendo sport tv ou internet era a única forma de acompanhar em directo os jogos.

    Eu ainda sou do tempo em que o Air Jordan ganhava jogos, cheguei a ver o resumo de um jogo em que marcou quase 70 pontos, mas o Bird e o Magic ganhavam campeonatos.

    Saudades desses tempos de nba e do único dream team que uns anos mais tarde vi jogar em Barcelona.

    ResponderEliminar
  6. @Señor B, estou completamente desligado da NBA. Mas naquela altura achava piada. Um pouco como a F1.

    @O Sexo e a Idade, nem mais, só venceu porque perdeu várias vezes.

    @B Cool, deveria, mas não sei. Único Dream Team é o de 92 :)

    ResponderEliminar
  7. emitia para aí em 87,9 ou 88,9 fm, já não me lembro. O pior era quando os jogos eram no pacífico que só começavam às 3 da matina e acabavam às 6 ou depois, pois no dia seguinte para levantar era um sacrifício inacreditável

    ResponderEliminar
  8. @B Cool, gabo-te a paciência de ouvires NBA pela rádio.

    ResponderEliminar
  9. POC, na altura só havia o maganize que dava na rtp2 e uns resumos alargados de jogos em diferido com com vários dias de diferença, segundo me lembro o magazine era ao sábado à tarde e os jogos ao domingo à tarde.

    ResponderEliminar
  10. @B Cool, tenho ideia de ainda terem dado alguns jogos em directo, lá no tempo da outra senhora. Ou quase.

    ResponderEliminar
  11. Um dos melhores atletas da história do desporto. Respeito-o muitíssimo mas tenho dúvidas na parte do ser humano. Há muitas pessoas que dizem que o lado competitivo do Jordan destruiu o seu lado humano de Michael na sua vida pessoal...

    ResponderEliminar
  12. Isto são citações dignas de afundanço in your face. ;)

    ResponderEliminar
  13. @Pulha Garcia, desconheço, só sei que se separou da mulher dos filhos.

    @O Fulano, touché.

    ResponderEliminar