Visto lá de cima, isto é tudo um espectáculo!

Fonte: Diário de Notícias
O telescópio Hubble conseguiu pela primeira vez uma imagem nítida da Nebulosa do Anel, esta demonstra a complexidade da estrutura celeste que até agora só tinha sido possível ver através de modelos 3D.

O telescópio espacial captou a melhor imagem até hoje conseguida da Nebulosa do Anel. Também conhecida como Messier 57, a estrutura da nebulosa nunca foi visualizada de forma nítida até agora, porém, os cientistas já obtinham dados suficientes que lhes permitiam reproduzir o corpo celeste num modelo em 3D. A imagem comprovou a estrutura complexa da nebulosa.
A Nebulosa do Anel é facilmente avistada devido à proximidade com o planeta Terra e foi registada pela primeira vez no sec. XVIII pelo astrónomo francês Antoine Darquier. 

Sem comentários:

Comente. Caso contrário o blogue mantém-se aberto.