Rescaldo das eleições, Parte 3 (sabem quanto vale o vosso voto?)

Já alguma vez se perguntaram qual o volume de negócio envolvido nas eleições? Sabiam que cada voto é pago, que tem um custo? Sabiam que, ao votarem, estão a dar dinheiro aos partidos?

Nestas eleições, só o PS deverá arrecadar mais de 25.000.000 € para os próximos 4 anos. Sim, mais de 25 milhões de euros. Mais de 7 milhões/ano.

A coisa funciona assim:

O Estado (nós) paga, por cada voto, e por cada ano de legislatura (as eleições são para 4 anos), 1/135 do salário mínimo nacional. Isto são 3,6 € por ano, 14,4 € para os 4 anos. Repito, por voto. 
No caso do PS, com mais de um 1.750.000 de votos...chegamos facilmente aos 25 milhões.

Os votos em branco revertem também para os partidos políticos.

Poderão verificar aqui a fonte, em 2009. O desfasamento de valores diz respeito à diferença do ordenado mínimo de há 4 anos até hoje.

Não sei se é justo ou não. Não percebo grande coisa de política. Mas custa sempre pensar que, mesmo sendo necessário apoiar financeiramente os partidos (!), estamos a alimentar muita coisa errada...

27 comentários:

  1. Respostas
    1. Só descobri há pouco tempo. Dá que pensar.

      Eliminar
  2. Juro que desconhecia... cambada de chulos. Acho mal. Também quero um financiamentozinho:))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o financiamento aparecer, exijo 24%, por ter dado a notícia.

      Eliminar
  3. Boas Pessoal,
    Vou deixar aqui o Link do meu Blog, caso o queiram seguir, vai ser um bom blog, quem conhecia o antigo blog sabe bem, visitem!

    http://nossobenfica.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percebi se o meu caro lê o blogue ou se veio só fazer publicidade. Boa sorte para o blogue.

      Eliminar
  4. por isso é que os votos em branco sao tão bonitos para eles dividirem e colocarem uma cruz. tudo isto é uma vergonha. tudo. esta democracia, feita à medida para os bolsos deles, está podre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, por isso é que dizem sempre que importa ir votar ;) (mas ainda acredito que importa)

      Eliminar
  5. Não fazia a mínima ideia disto. Portanto, de uma maneira ou de outra eles "comem-nos" sempre. Estou muito mais alegre.

    ResponderEliminar
  6. aqui vos deixo um excelente blog:

    http://apodrecetuga.blogspot.com/2013/09/a-abstencao-massiva-pode-ser-unica.html

    ResponderEliminar
  7. Por isso, ao ter tomado conhecimento "disto", resolvi mudar o meu voto branco para nulo.

    Carla

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marinho Pinho nem vota, por causa disto. Mas acho preferível o voto nulo.

      Eliminar
  8. Epa, sejamos logicos. Ou o financiamento dos Partidos se faz através de dinheiros publicos, ou então é por dinheiro privado. Eu não hesito : dinheiro publico, sim, dinheiro nosso! Querem o quê? Que seja através de privados? Para depois haverem lobbys que determinam toda a politica ainda mais do que hoje em dia? Transformariamos Portugal numa especie de Estados Unidos, mas em vez do lobby das armas aos dos judeus teriamos o lobby do bacalhau e dos pastéis de nata (o que, lado positivo, mostra a nossa superioridade em relação aos States jà que levamos tudo para a comida e para o que a acompanha).

    Querem que os Partidos comecem a trabalhar decentemente? Então votem em vez de ficar no café, ir à praia ou ao shopping mandar umas bocas e quando a vossa voz conta realmente não é nada convosco.

    O primeiro responsavel numa democracia é o cidadão. Não são os politicos, são os cidadãos. A legitimidade do poder està nos cidadãos e não é apenas de quatro em quatro anos : é todos os dias. Garanto-vos que se essa critica civica (e não do chico-esperto) existisse, a qualidade dos politicos aumentaria. Se em nada são colocados em causa pelos cidadõs, por que razão deveriam eles se esforçar? E a verdade é que os portugueses não os colocam em causa.

    Exemplo? Estamos a pensar pelos anos mais dificeis da nossa democracia. O que os cidadãos portugueses fizeram? Duas megas manifestações em 3 anos onde o pessoal foi mais naquela de fazer turismo com a sua sandes nas margens do Tejo do que realmente mostrar indignação. Eu estou em Lyon e por isso não posso votar nas eleições locais (voto nas nacionais). E não perdi uma unica manifestação, indo feito parvo eu e a minha namorada para a porta do Consulado sozinhos colar panfletos e ficar là como idiotas. Não perdi uma unica votação nacional desde que cà estou (10 anos). Manifestar civicamente não é uma vez em cada dia : é sempre, é dar o cu ao manifesto, é arriscar a pele. Quantos de vos arriscariam fazer uma greve porque os ordenados baixam arriscando-se a perder o emprego? Poucos, porque a maioria està mais interessada em manter o pouco que têm do que em melhorar as suas condições. A geração 25 de Abril, sim! esses mesmos que parece que têm de fazer a nossa revolução, esses davam de si. Quantos perderam o emprego antes do 25 de Abril em greves e isto tendo na mesa para comer 1 carapau para 5 ou 6 filhos? Quem tem essa coragem hoje em dia? Mimados é o que essa merdosa "geração à rasca" é. Sempre tiveram tudo graças aos sacrificios dos pais e agora que estão a sofrer viram a cara, choramingam e dizem que é demasiado dificil.

    Depois tenho de aturar com gente com a atitude "ah e tal, mas eles não fazem nada e o que fazem é mal! ah e tal, votar não serve de nada". Continuem no caminho do "não votar". A consequência é obvio : quanto menos ligados os cidadãos forem da politica, do poder que é deles, mais os politicos têm liberdade para fazer merda.

    Nenhum regime é melhor do que a democracia pois nenhum outro regime diz que a liberdade e assim a responsabilidade não é de quem exerce o poder, mas de quem o legitima, ou seja os cidadãos. Não querem ser responsaveis, não votem. Mas depois têm o que merecem : um ditadorzinho de merda que ele vai assumir todas as responsabilidades e vocês calam...

    Viva a democracia!! E viva Portugal!! (o problema são os portugueses...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. *Estamos a passar pelos anos mais dificeis da nossa democracia.

      *Manifestar civicamente não é uma vez a cada ano: é sempre, é dar o cu ao manifesto, é arriscar a pele.

      *A consequência é obvia

      Eliminar
    2. Destaco:

      "Garanto-vos que se essa critica civica (e não do chico-esperto) existisse, a qualidade dos politicos aumentaria. Se em nada são colocados em causa pelos cidadõs, por que razão deveriam eles se esforçar?"

      " consequência é obvio : quanto menos ligados os cidadãos forem da politica, do poder que é deles, mais os politicos têm liberdade para fazer merda."

      Concordo em absoluto.
      Acho, aliás, que o povo não devia permitir que certa gentinha ande de cabeça erguida na rua. Mas enfim, isso se calhar já é fazer justiça com as próprias mãos, e também não está certo. Mas custa-me pensar que muitos criminosos e responsáveis pelo estado do País se possam passear como se nada fosse.

      Abraço.

      Eliminar
    3. David Duarte,

      tens razão em tudo que dizes, mas esqueces um pormenor, o dinheiro privado entra na mesma nas campanhas, e os lobbies existem na mesma.

      Não achas estranho que no primeiro mandato de Socrates, na tomada de posse, como se fosse o maior problema do País, ele tivesse vindo com o discurso dos MNSRM passarem a ser comercializados em para-farmácias, com falsas promessas de que serviria para baixar os custos e facilitar o acesso ao medicamento. O preço de custo aumentou, e as zonas de difícil acesso ao medicamento não tem Centros Comerciais, que são os únicos locais onde tais investimentos conseguiram sobreviver. Quem ficou a ganhar com isso tudo? Eu só vejo para-farmácias nos "Continentes" e "Modelos" deste país.

      Mas existem muitos mais exemplos.

      Na "minha" ilha o povo mudou, agora somos amarelinhos e azulinhos, uma grande mudança para melhor. E tudo isso porquê? porque o povo viu 12 anos de trabalho à frente de uma junta de freguesia, e saiu em massa para a mudança. Apenas 30% de abstenção, e digo apenas porque comparando com a média Nacional, é muito bom, e digo ainda, porque num conselho de 5000 inscritos, uma grande parte são Emigrantes que aproveitam as férias para fazer cartão de cidadão, logo, automaticamente recenseado, para não falar de algumas centenas de estudantes Universitários, ou outros que depois de concluido os estudos se ficaram pelo contEnente. :P

      Um grande abraço.

      Eliminar
    4. Es de São Jorge, é isso?

      Sim, o dinheiro privado entra, mas segundo a lei as doações não podem ultrapassar um limite (não sei dizer quanto).

      70% de participação é muito bom!!

      Eliminar
  9. Maria dos Remédios
    Cambada de chulos!

    ResponderEliminar
  10. Agora, mandem vir!!! Estou pronto para o combate!!! AAAAARRRRRGGGGHHHHHHHHHH!!!!!!

    ResponderEliminar
  11. sim, por acaso sabia. e diário nos eua?? partiste o pé ou as mãos? calão, pá!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hmm...pois... (vai continuar e depois ninguém o pára).

      Eliminar
    2. (isso, engana a leitora. daqui a bocado é natal, shame)

      Eliminar