Fábio Assunção foi multado por deitar cigarro no chão

Respect Brasil. Para sempre!
O actor brasileiro ficou incomodado por ter sido multado. Puta que o pariu! 

Haja coragem. Provavelmente 83% dos leitores desta taberna fumam. Tudo bem, cada um faz o que quer...desde que não coloque os outros em causa. E atirar lixo para a rua, é colocar muita coisa em causa.

É lamentável que o mundo (e neste caso particular, os portugueses são exímios nisso) já olhe como algo perfeitamente natural, o facto de se atirar uma beata para o chão. Porque meus amigos (e especialmente, inimigos), isso é tudo menos natural. É desprezo pelo ambiente, é desprezo pelos outros. 
Obviamente não falo apenas das beatas, mas do lixo no geral. Mas não esquecer, uma beata é tanto lixo quanto um papel, uma pastilha, etc.. 

Gosto muito de ver alguém questionar a sujidade de determinados sítios, de criticar, de exigir limpeza e tal...quando anda para aí a atirar as beatas para o chão. Haja coerência. Em casa atiram para o chão? ...
E a desculpa do "não há cinzeiro" é ridícula. Guardam e deitam fora. É como eu comer uma barra de cereais: se não tiver um caixote ao lado, vai fora, para a rua? Poupem-me.

E pronto. Julgo já ter feito o bastante por hoje, no sentido de ficar sem leitores.

14 comentários:

  1. Bem, desta escapas. Acho que posso voltar...

    ResponderEliminar
  2. És um tipo asseadinho e assim é que é bom. Não é nada bonito ver gente porcalhona a poluir o único sítio que temos para viver.
    Mas mais impressão me fez durante esta época de incêndios e ver automobilistas a atirarem beatas fora do carro como se nada se passasse, eu até fiquei doente. Ás vezes ando com uma pastilha, já sem sabor, quase que estou a mastigar papel mas não a atiro para o chão. Lá nisso deram-me boa educação.

    ResponderEliminar
  3. Eu deixei de ler a partir de agora.
    Aliás, nem li.
    Ou melhor, nem passei por cá.

    ResponderEliminar
  4. Fumei durante trinta e tal anos e nunca atirei uma beata para o chão.

    Atirava-as sempre para o ar... a gravidade é que fazia a porcaria toda!

    ResponderEliminar
  5. Bem dizido, eu voto em ti...

    Realmente é nojento por vezes ver centenas de beatas amontoadas junto a um lancil.


    ResponderEliminar
  6. Ele colocou no facebook com mais detalhes sobre o que aconteceu e olha, parabéns para o Fábio que sem ter saído ainda nenhuma notícia sobre o fato, expôs as suas desculpas para que não vote a acontecer. Ele até disse que os agentes foram educados e que realmente estava errado por ter atirado o toco de cigarro no chão. Espero que isto se repita no resto do país porque tem muita gente que joga lixo no chão e arroios também...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. E na praia? Nunca como este ano apanhei tanta beata na areia. E a praia é sempre a mesma, portanto nem azar na escolha tive.

    ResponderEliminar
  8. Muito bem!! Deviam ser multados todos os porcalhões. Incluindo os que cospem para o chão!

    P.S.- Não sai em topless. Não foi necessário.;)

    ResponderEliminar
  9. acho q o autor está a um passo de se juntar aos escuteiros.

    ResponderEliminar
  10. Eu só não começo agora mesmo a ser tua leitora por já o era.

    ResponderEliminar
  11. Não estás só, Caríssimo!

    Carla

    ResponderEliminar
  12. Gajos que comem barras de cereais têm toda a credibilidade para invectivar os "animais" dos fumadores mal formados!

    As barra de cereais dá-lhe a necessária panache dos correctos e politicamente bem educados.
    O "animal" mal educado que conspurca o planeta merece claramente o degredo.

    Se a elite bem formada e comedora de barras de cereais faz cem vezes mais KM em viatura própria que o "animal" que anda a pé e atira a beata ao chão, isso não é relevante. Porque muito simplesmente todos sabemos que uma beata no chão é um milhão de vezes mais poluidora e conspurcadora que a atmosfera a que ele se sujeita. O "animal" conspurcador está inequicocamente identificado. É o que deita beatas ao chão!

    Não deito beatas ao chão, não faço milhares de KM's de automóvel e não sou hipócrita!

    ResponderEliminar