Gratidão para com os velhos

Recupero um excerto do discurso de Marinho Pinto, aquando da abertura deste ano judicial.

"Nós, a população activa, temos uma dívida de gratidão para com os idosos deste país.
Foram eles, os que hoje estão reformados e aposentados, que pagaram as escolas onde estudámos gratuitamente, os hospitais onde nos tratámos sem taxas moderadoras; foram eles que pagaram as maternidades onde nasceram sem qualquer custo para as famílias alguns dos que agora os consideram apenas como um custo económico que é preciso reduzir ou eliminar.
O governo português tem de respeitar os pactos que os reformados e os aposentados celebraram com o estado e com a segurança social quando eram trabalhadores activos e garantir-lhes um fim de vida com dignidade."

Marinho Pinto é que sabe. É que ele, um dia, também vai ser velho. E eu também. E vocês também. E todos merecemos um resto de vida digna.


6 comentários: