Contracção da Preposição

Resisti durante bastante tempo, mas hoje é o dia em que vou deixar a contracção da preposição. 
Aprendi na escola que "de uma" pode perfeitamente passar a "duma". Sei que está certo. A Professora Natália nunca me deixou ficar mal.

Os eruditos dizem "duma", ma escrevem "de uma". E eu sou erudito. Pelo menos entre as pernas. E portanto, de agora em diante, vou passar a escrever sem a contracção da preposição. "Soa" melhor no papel.

16 comentários:

  1. que nervos!!!!! eu sou uma pessoa doente, não me atentes. (ahahahah adoro esta expressão)
    (cada vez que leio "duma" só me lembro da assembleia russa, aquela que foi extinta em 1917 com a revolução. maleitas de quem estudou história.)

    ResponderEliminar

  2. Cheira-me que a autora de o ""não me atentes"" tem costela Transmontana , é que eu, traquinas, levei com a minha infância a ouvir esta expressão da minha Mãe e da minha Avó.

    Quanto ao cerne da questão, confesso, que às vezes me divido mas preferencialmente vou pelo original porque realmente o ""duma" ou numa também não me ""soam"".

    ResponderEliminar
  3. Bem pior é escrever "Apesar do Benfica jogar mal..." em vez de "Apesar de o Benfica jogar mal..."!

    ResponderEliminar
  4. irmã do simão escuta31 de dezembro de 2013 às 01:09

    finalmente, simão! :P *

    ResponderEliminar
  5. Dumas era aquela música dos GNR, não era?

    (Bom ano, pá, forte abraço ... precisamos desse pézinho direito para a segunda volta ...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dumas, são como anãs. Era assim.

      Bom ano sacana. Quer-me parecer que já sou vou a tempo do Paulinho me chamar para o Brasil.

      Eliminar
  6. Olá Pedro. Tenho acompanahdo as tuas melhoras… Coragem. Obrigado pela visita. Abraço. BOM ANO

    ResponderEliminar
  7. Um bom ano para ti!

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar