SAL é do camano

Enquanto estou aqui a preparar o dia #2 do Diário da micro viagem pelos USA, deixo uma sugestão para mais logo: SAL, Surf at Lisbon Film Festival.


Sexta-feira passei pelo Cinema São Jorge e gostei. Por € 4 temos direito a visitar a sala 3 ou a sala Manoel de Oliveira. Em cada uma delas, e conforme o horário, são apresentados 3/4 filmes de curta duração, todos sobre surf.
Gostei bastante do Bending Colours, quase exclusivamente sobre Jordi Smith, surfista sul africano, da zona do camano. Muito, mesmo muito bom. E banda sonora fantástica (tenho de tentar arranjá-la).



Pensamentos após o visionamento dos filmes:
- que saudades de fazer surf;
- belo festival, original;
- o surf mundial agradece o facto de ter magoado o ombro e estar sem ir ao mar há muito tempo;
- tenho que voltar ao mar com a minha Rosinha!

Se forem de Lisboa, ou arredores, e ainda tiverem paciência, têm eventos a decorrer das 19 às 23 horas.

Podem consultar aqui o site oficial e aqui o programa.

Quero comprar um ursinho

Hoje tive noção que o Simão Escuta é muito maior do que pensávamos. É como um hipermercado onde o leitor pode encomendar o que quiser.

Alhos, repolhos, desodorizantes, preservativos e ursinhos. Atentem no que chegou à caixa de correio do tasco:


Carlos, não sei se sabes como é que isto funciona aqui, mas resumidamente temos:

- póneis;
- mulheres nuas;
- anões;
- piadas farsolas;
- viagens;
- minis;
- tremoços;
- o menir do Autor (em breve em versão estátua, escala 1:1, com luzes de presença no topo para ser visto pelos aviões).

O que não temos:

- ursinhos.


Boa sorte nessa busca. Designo-te como o Cavaleiro do Ursinho Perdido.

Lisboa é de todos

E o Simão Escuta também. De Lisboa e de todas as outras localidades que tenham, pelo menos, uma leitora “boa”. Ermesinde incluído.

E Lisboa é de todos porquê? Porque nas próximas eleições autárquicas, os estrangeiros residentes em Lisboa também vão poder exercer direito de voto.
2013 é o Ano Europeu dos Cidadãos, por isso a Câmara de Lisboa avançou com a iniciativa.

“Ah mas ó Simão, toda a gente sabe que, tirando os de Serapilheira da Serra, não existem mais leitores estrangeiros neste antro”. Tudo bem, é verdade. Mas 2004 não foi apenas o ano do Europeu, foi também o ano em que o Autor aviou 2 suecas e 1 patinadora do gelo da zona noroeste do Panamá. E elas podem querer votar. Fica aqui a nota informativa.
Agora reparem bem na pinta do making of desta iniciativa:


O trabalho é do Rodrigo Prazeres Saias, enorme designer que bloga aqui e que vos mostra a totalidade das magníficas ilustrações que irão aparecer por Lisboa, aqui

E atenção: eu não fui pago para escrever isto. Mas gostava. Aliás, se me pagassem, era indivíduo/sujeito para escrever todos os dias. Mas o que ia mesmo dizer é que toda a gente sabe que a Câmara terá muito mais visibilidade aqui do que nas ruas de Lisboa.

Respect.

A celulite da leitora

Sempre tive a sensação que nenhuma leitora do tasco padece desse mal que é a celulite. Mas apenas porque celulite faz-me lembrar celulose, e a leitora não tem papel nas pernas, tem, quanto muito, um belo naco, um filet mignon ou uns secretos para o Autor poder contemplar.

Posto isto, e em mais uma prova de que este vosso servo vos defende até à morte, apresento-vos aquilo que ainda nenhum outro orgão de comunicação social tinha revelado: Maria Sharapova, tenista e ícone de beleza para muitos, miúda nova e desportista de alta competição, tem celulite.
Exacto, Maria Sharapova, leitora do Simão Escuta na região de Nyagan na Rússia, tem celulite.


A leitora que fique descansada. O Autor é a favor do MMVILC, o Movimento das Mulheres Verdadeiras e com Imperfeições, desde que sejam Loucas na Cama (movimento que aproveito para lançar aqui e agora).

Se isto não é Serviço Público, que apareça aqui um funcionário público a tentar desmentir-me. Se conseguir.

Piada Farsola #42 - À escolha do freguês

Um muçulmano, durante o período do Ramadão, senta-se junto a um alentejano no voo Lisboa – Funchal.
Quando o avião descola começam a servir as bebidas aos passageiros.

O alentejano pede um tinto de Borba reserva. A assistente de bordo, depois de servir o vinho, pergunta ao muçulmano se quer beber alguma coisa.
Este, revoltado e com ar ofendido, responde:
- Prefiro ser raptado e violado selvaticamente por uma dezena de prostitutas da Babilónia antes que uma gota de álcool toque os meus lábios!
O alentejano engasgando-se, devolve rapidamente o copo de tinto à assistente de bordo e diz:
- Eu também prefiro. Não sabia é que se podia escolher.

Carrinha funerária

Esta manhã, quando vinha a caminho da faina, vi uma carrinha funerária a ser rebocada. 
São coisas destas que minam o trabalho e planeamento que fazem lá de Cima. Agora vão ter de cancelar algum funeral. Espero que seja o meu.

Cheguei, cheguei de lá. Ainda agora estava nos USA e agora já estou cá.

Já cheguei. Grande jornada americana fica para trás, essencialmente porque não vos podia abandonar mais tempo. Altruísmo é isto.

Em breve sairá a reportagem do segundo dia do Diário nos US of A. Até já. 

1a mão é isto

Nenhum outro órgão de comunicação social em todó o Portugal teve tamanha rapidez no anúncio do campeão da NBA.

Parabéns Miami.




Estou há 3 dias sem net

Perdido no meio das montanhas. Mas a escrever o diário na mesma. Novidades para breve.

Sim, era São Francisco. E não são 7 horas de diferença, mas sim 8.

Até já.

Começa novo Diário de viagem - dia #1



O dia mais longo do ano. 8 de Junho de 2013. Avião às 10:30 da manhã, 7:30 de viagem. 01:15 de espera até passar a imigração. Mais 30 minutos até chegar ao terminal certo e mais quase 6 horas de viagem  para outro aeroporto. Aqui são 22 horas, mas para mim são já 5 da manhã.
No destino final, uma curiosidade ridícula: qualquer pessoa pode ir esperar os viajantes na zona de recepção das bagagens. Devem haver poucos roubos aqui...


De realçar a aproximação à pista: mar nos dois lados.

Primeiras imagens:





Experiências

Vista do quarto
Já sabem onde começa o novo Diário?

A leitora está sempre no pensamento - presente belga

Como sabem, passámos por um período difícil na vida deste blogue. Começou em Março e durou todo o mês de Abril. O Simão Escuta esteve assim (imaginar a pilinha do Anónimo) de fechar portas. 
Ainda não abordei essa ausência, mas posso avançar qual foi o factor principal para a inactividade do blogue: o decréscimo de interesse na rubrica "A leitora despe-se".

É verdade. Caiu que nem uma bomba. Mas vocês tinham de saber isto.

No sentido de revitalizar o tasco, e aproveitando a curta estadia que o Autor fez em Bruxelas, a Administração vem anunciar a oferta dum presente belga. 
São 6 chocolates belgas (e dos bons) para as primeiras 6 leitoras que enviarem uma fotografia sexy, sensual e bonita. 


Para o leitor que pergunte "aquele tipo é um palerma, só 6?! E se a sétima quiser participar?!", eu respondo "tenham calma, se for necessário vou a Bruxelas buscar mais chocolates".

Condições de participação: 
- nada de badalhoquice (no entanto, se quiserem ir por aí, eu conheço um motel onde podemos discutir melhor o envio das fotografias);
- nada de mostrar a cara (acho eu);
- fotografia real, divertida e/ou sensual;
- ter algo relacionado com o tasco ou o seu Autor;
- anonimato (acho eu).


O Autor compromete-se a enviar o chocolate para qualquer destino nacional (se for internacional, temos de rever os patrocínios), sob total anonimato. E não, não é brincadeira. O presente é real e está aí para vocês.

No caso dos leitores homens acharem que estão a ser descriminados, lembrem-se que têm namoradas e amigas que se podem despir por uma boa causa. Assim também levam o chocolate.


Simão Escuta: por um mundo melhor e mais doce.

Bruxelas em imagens

Um dia na capital da União Europeia. 
Por altura da publicação deste artigo estarei em reunião para conseguir investidores belgas para o nosso tasco. Ou isso, ou estarei apenas em trabalho.

Vi a Praça Central, uma arquitectura diferente e interessante (os prédios são antigos e bonitos) uma excelente rede de transportes, vi esplanadas, cervejas, mexilhões, batatas fritas, chocolates e um puto ridículo a urinar na via pública. O ícone da Bélgica é muito fraquinho. Ao menos se tivesse o menir do Autor...

E Bruxelas é isto. Pena não conhecer Bruges e Antuérpia. 







Tintin










Por Bruxelas umas horas - dicas?

Estou perto da Grand Place, tudo a pé aqui. 
Roteiro para esta noite? Onde vou? O que como? 

Se não encontrar nenhuma leitora belga com uma t-shirt (molhada) a dizer "Autor, desejo-te", irei repensar muito bem a continuidade deste blogue. Estão avisados os leitores belgas.

Piada Farsola #41 - A prova do crime

Um dia, no escritório de advogados, um homem reparou que o seu colega, muito conservador, estava a usar um brinco.
- Não sabia que gostavas desse tipo de coisas – comentou.
- Não é nada de especial, é só um brinco – replicou o colega.
- Há quanto tempo o usas?
- Desde que a minha mulher o encontrou, no meu carro, na semana passada e eu disse que era meu.


Os gatos são burros, toda a gente sabe

Especialmente este.


Só mesmo de trancas à porta. E é se for.