Campeões dos selfies 0 - Campeões do mundo 4

Aí está, para os desatentos, a primeira grande surpresa deste Mundial da corrupção.
Segundo a comunicação social portuguesa e seus adeptos sem o mínimo conhecimento de futebol, Portugal tem (tinha?) uma grande equipa e ia, no mínimo, golear Merkel e sus muchachos. Resultado? Isso. Goleada, mas ao contrário.

Continuamos favoritos a passar o grupo em 2º lugar, mas da humilhação já não nos livramos. Nem deixamos de ter:
- Paulo Bento limitado a nível técnico-táctico;
- Pepe com problemas de controlo emocional;
- Patrício assim-assim;
- João Pereira básico;
- Moutinho fora da posição e em baixa de forma;
- Meireles já sem capacidade para estes jogos (dura, no máximo, 60 minutos);
- Miguel Veloso que o melhor que dá à equipa é o apelido;
- Nani há dois anos a aquecer a bancada de Old Trafford;
- Cristiano fora da sua posição;
- etc. e tal.

Estas e outras condicionantes, num 11 titular, não me dão grande confiança. Lamento.

Poderia tentar explicar (ou socorrer-me de quem sabe) sobre o que não funciona tacticamente. Já individualmente é outra coisa, estamos limitados à mediania da maior parte dos nossos jogadores. Mas um conjunto mediano (e sim, temos 2 ou 3 fora-de-série) bem orientado pode transformar-se numa grande equipa. Coisa que a nossa não é. Aliás, viu-se pela vergonhosa qualificação feita. Só temos ido às grandes competições porque alargaram o número de participantes.

O que é triste é ver que não houve entrega, raça, dedicação. Nem preparação. Enquanto estávamos a tirar selfies em Nova Iorque, os alemães estavam a treinar nas temperaturas de jogo, fosse a céu aberto, fosse em simulações climáticas em ambiente controlado. Eles, que mais que nós, sofrem com a temperatura, pois a amplitude habitual é ainda maior.
Voltando à entrega, é triste ver uma equipa sem capacidade de reacção perante adversidades (golo sofrido, expulsão, etc.). Acontece a todos, é verdade. A nós é que acontece em demasia.

A ideia que dá, é que muitos daqueles meninos importam-se mesmo é em ter estilo em campo, parecerem muito homens e acharem-se superiores aos outros. Pois eu acho que, muito pior que perder (e perder bem), é virar a cara à luta. É não deixar boa imagem. Até compreendo que, para aqueles jogadores que são ou já foram orientados por grandes técnicos, seja complicado lutar perante o vazio táctico da equipa. Porque contra equipas bem construídas – e com qualidade individual – o resultado será, provavelmente, mau. Não que vá ser sempre mau, mas se fosse possível fazer uma estatística, simulando 10 vezes o jogo com os alemães, talvez tivéssemos 6 derrotas, 2 empates e 2 vitórias. De qualquer forma, mesmo que psicologicamente seja complicado, não se pode aceitar tamanha falta de entrega.

Para finalizar, porque a parte gira vem no próximo artigo, tenho orgulho em ser Português, mas, por vários motivos, não tenho orgulho nesta Selecção. São coisas bem distintas, que o português não compreende.


Contra os Estados Unidos, Carrega Portugal! Caso contrário, e na impossibilidade de um bom resultado, façam-nos rir novamente. Para sofrer a sério, temos o Benfica.

Sábado... Fight! (OK, este artigo só valeu por esta música... Brutal. Brutal!)


5 comentários:

  1. A diferença de se jogar em equipa contra o egocentrismo, o individualismo. Aquelas caras, o abanar de cabeça quando o colega erra, diz muito daquilo da nossa seleção...~

    O anónimo do basket

    ResponderEliminar
  2. Análise extremamente bem feita. Eu já fiz a minha, mas tu elevaste a análise.
    É por estas e por outras, pela tal falta de entrega, que me enervo mais a ver o Benfica do que a selecção.

    ResponderEliminar
  3. até nem jogámos mal, diz PB, para aí nos primeiros 5 minutos!
    http://www.publico.pt/desporto/noticia/ate-ao-primeiro-golo-jogo-foi-equilibrado-diz-paulo-bento-1650579

    ResponderEliminar
  4. não é domingo!
    tirando o Eder...
    O Nani ainda fez uma graçola ou duas...

    ResponderEliminar
  5. Não sendo a melhor música dele, é ainda assim muito boa, ou não fosse ele o meu artista português preferido! Quanto ao resto do post não percebo nadinha!

    ResponderEliminar